Sonho de amiga

Sabe aqueles sonhos que inquietam a gente? Minha amiga teve um desses. Contou-me que, nele, encontrara um bebê morto e que cabia a ela recolhê-lo e enterrá-lo, o que, naturalmente, a angustiara.

Quando se encaminhou para a tarefa, entretanto, percebeu que não acreditava que ele realmente tivesse morrido. Então, resolveu carregar o corpinho até um local onde havia uma fonte de água bem fria.

Filha da Floresta Amazônica que é, na sabedoria selvagem do seu ser, certamente tem ciência profunda do valor da água na promoção da vida. O sonho terminou quando ela banhava o bebê, cheia de desejo que ele vivesse.

Muito bonito, achei. E o interpretei assim: o bebê é a criança interior, a alegria, a espontaneidade, a inocência, a vitalidade, a criatividade, o humor, o encantamento, o prazer, a brincadeira, a leveza.

Todos nós carregamos a nossa criança. E precisamos compreendê-la, amá-la e nutri-la – também é necessário educá-la, pois criança sem limite é um estorvo.

Quando a gente não reconhece e não dá espaço para a criança, ela fica triste, ressentida e birrenta. E a sua influência maravilhosa, deliciosa, desaparece.

Aí a pessoa fica confusa: adulta demais, séria demais, responsável demais, chata, metódica e, obviamente, depressiva. Não raro doente. Pois quem suporta tanta austeridade? Quem suporta um mundo tão estreito? Não nascemos para isso.

Mas, infelizmente, grande parte da humanidade se encontra em tal ressequida condição. Entrega toda a sua energia vital para o fazer, para o ter, para “as coisas importantes” e para o aparentar, esquecendo-se do quão revigorante e divertido é simplesmente brincar, ser, fruir.

Por isso, eis que a porção consciente dessa moça realizou que ela precisava resgatar sua criança, uma indispensável face dela mesma. E produziu um sonho para despertá-la para essa realidade.

Minha amiga percebeu que há esperança e vontade de viver dentro dela. E eu espero que, muito bem cuidado, seu bebê reaja e fique a cada dia mais forte e lindo.

Onides Bonaccorsi Queiroz é jornalista.

Assuntos desta notícia