Gazetinhas 11/11/2016

*Liberou geral!

*Depois de Tarauacá, está na Câmara de Vereadores do Jordão um projeto de lei que prevê aumento nos salários do prefeito, dos vereadores e dos secretários municipais.

*O “pacote de bondades”, como ficou conhecida a matéria de autoria do Executivo, deve ser votado quando o prefeito reeleito, Elson Farias, voltar de férias.

*E, se aprovado, permitirá o reajuste do salário do gestor dos atuais R$ 8 mil para R$ 14 mil.

*Do vice-prefeito, de R$ 5 mil para R$ 10 mil;

*E dos vereadores de R$ 3,5 mil para R$ 5 mil.

*Só pra constar, já que a crise ou a realidade socioeconômica do município parecem não fazer diferença:

*Jordão é a cidade acreana que ficou conhecida por possuir um dos piores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do país.

*Só pra constar, parte 2:

*Elson Farias foi reeleito pelo PCdoB.

*Aquele partido que rechaça o “oportunismo da direita”;

*Que prega a “revolução das classes”, a “subordinação dos interesses individuais aos direitos coletivos”.

*Rum!

*Sabemos bem aonde o país foi parar com tanta demagogia…

*Que vergonha, senhores!

*Ainda sobre política (demagógica ou não)…

*Vereador eleito Emerson Jarude lançou uma proposta que está dando o que falar (bem e mal), antes mesmo de começar o mandato.

*Pelo facebook, anunciou o edital de um processo seletivo para quatro vagas de assessores parlamentares do gabinete.

*O objetivo seria dar uma oportunidade para os candidatos mais capacitados para ocupar as assessorias, sem o famigerado “favorecimento” político.

*Huuum.

*Olhando com bons olhos, é, sim, interessante e coerente, considerando os ideais pregados pelo movimento que elegeu Jarude.

*Resta saber até que ponto as ações bem intencionadas do novo vereador vão “se criar” dentro de um sistema político tão traiçoeiro quanto é o nosso.

*Mas, se não se tratar de mais um político apenas jogando pra plateia, será bem-vindo…

*Vamos acompanhar.

*Rendeu a audiência pública realizada, ontem, na Aleac, sobre a Segurança Pública Estadual.

*Embora, nem de longe, as soluções definitivas para o problema possam ser decididas em âmbito estadual…

*Quem foi garante que foi proveitosa a discussão entre o secretário Emylson Farias, os deputados federais e a juíza Luana Campos, que veio com um dos discursos mais duros sobre a falência do sistema prisional do Acre e do Brasil.

*Longe das disputas políticas/partidárias, fica mais fácil reunir esforços e conhecimento no interesse comum de melhorar a situação local.

*E isso, quando feito, já pode ser o início de importantes mudanças.

*Na torcida.

Assuntos desta notícia