Política Local 08/03/2017

“O poder nunca é propriedade de um indivíduo; pertence a um grupo e existe somente enquanto o grupo se conserva unido”.

(Hannah Arendt)

Não é besta
Não se pode duvidar de que o senador Sérgio Petecão (PSD) pode eleger o seu afilhado político, o presidente do Basa, Marivaldo de Melo, deputado federal. Por muito pouco Marfisa Petecão, sua mulher, não é deputada.

Sem alternativa
O senador Sérgio Petecão (PSD) não vê outra alternativa a não ser disputar a reeleição. Teria mais chances para a Câmara Federal.

Só o Senado
Se não disputar uma das vagas ao Senado, o presidente da Aleac, deputado Ney Amorim (PT), deve disputar novamente à reeleição.

Não pode
Segundo a Coluna já informou, o senador Jorge Viana (PT) não pode disputar o governo como querem alguns. Ele está inelegível para qualquer outro cargo em função do irmão, Tião Viana, ser governador. Só cabe a reeleição ao Senado.

Ficou para trás
Fizeram um barulho danado na questão do aumento das passagens de ônibus. Passados 30 dias, ninguém lembra de mais nada.

Junta dinheiro
Candidato à reeleição em 2018 foi orientado por outro parlamentar mais antigo para juntar dinheiro. A questão é que em alguns casos dinheiro não resolve mais.

Crítica de boteco
A crítica do deputado Gehlen Diniz (PP) ao secretário de Segurança Pública, Emylson Farias, é desprovida de qualquer razoabilidade. É discussão de boteco. Vulgar.

Ironia grosseira
Dizer, por exemplo, que vota no delegado Emylson Farias para governador porque seria a única forma de tirá-lo da função é esperteza para o eleitor que não usa o raciocínio.

Demissões no interior
A Prefeitura de Epitaciolândia está demitindo cerca de 70 funcionários do último concurso, ou seja, da gestão do ex-prefeito André Hassem.

O motivo
Segundo informações da prefeitura de lá, o prefeito Tião Flores (PSB) está apenas seguindo orientação do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Está gostando
Um dos servidores ameaçados de demissão declarou à Coluna que o prefeito Tião Flores está gostando da ideia das demissões como forma de enxugar a gestão.

Nas barras da Justiça
Os servidores estão ameaçando recorrer ao Ministério Público e à Justiça, já que consideram a medida injusta e ilegal.

Chegando a Brasileia
Segundo uma fonte do Tribunal de Contas, a prefeitura de Brasileia também será obrigada a demitir os contratados do último concurso. Até os procuradores vão rodar.

Alcança o Juruá
A mesma tempestade de demissões deve chegar às prefeituras do Vale do Juruá. É o que garante a mesma fonte do TCE.

Paga o pato
O gestor que não cumprir as determinações do MP/AC e do TCE sobre as demissões de servidores irregulares vai ser responsabilizado. É a lei.

Não há o que discutir
Nas redes sociais é unânime a opinião dos internautas para acabar com os feriados do Dia do Católico e do Evangélico. A sugestão é pela criação do dia de todas as religiões do planeta.

Comete injustiça
Qualquer crítica à PM ou ao Corpo de Bombeiros em relação ao combate ao crime organizado (desorganizado) deve-se recorrer à prudência. Isto, para evitar injustiça.

Como pode?
Como pode, também, alguém criticar a Segurança Pública e sugerir que não se exija identidade de habilitação de condutores de veículos? É um contrassenso.

Com razão
Pastores e apóstolos de grandes igrejas estão recuando em apoiar candidatos de seus ministérios. Não vale à pena. O desgaste é muito grande.

Chapas vedadas
A maioria dos partidos nanicos vedou a entrada de parlamentares com mandato. Alguns deputados vão cair nas legendas dos grandes partidos tanto da oposição cômodo governo.

Assuntos desta notícia