Deu no que deu

Os dados divulgados ontem pelo IBGE, segundo os quais a queda do PIB do Brasil foi de 3,6% no ano passado, o pior desempenho da economia desde a grande recessão de 1930, explicam os graves problemas sociais que o pais vem enfrentando e, por conseguinte, o fracasso do Governo imposto pelo impeachment ou golpe parlamentar.

Naturalmente, que ontem mesmo ministros e a mídia que foi conivente com esse processo espúrio se apressaram em justificar que esse péssimo desempenho da economia foi consequência da má gestão do governo que o antecedeu.

Porém, analisando os principais indicadores econômicos, já sob a gestão do atual Governo, como os desempenhos negativos dos principais setores da economia, como os da indústria, comércio, agropecuária e, de modo particular, o desemprego, que também atingiu o pior índice das últimas décadas, essas justificativa por si mesmas se desmoralizam.

Aliás, nesses dias também, um dos principais jornais norte-americanos, o New York Times, estampavam que a política social e econômica do atual Governo está transformando de novo o Brasil “num país de pobres”.

O que fazer? O que a sociedade tem a fazer é reagir e cobrar aquele “país maravilhoso, sem corrupção”, que os articulares do golpe prometeram.

Assuntos desta notícia