Biblioteca Pública oferece curso na área de tecnologia da informação

Um projeto que busca formar jovens autônomos, conscientes e conectados. Este é o principal objetivo do Recode – Reprogramar para Transformar, que atua em centros comunitários e bibliotecas e escolas públicas em sete países e nove estados brasileiros. No Acre, a iniciativa é executada pela Biblioteca Pública Estadual.

O programa promove oportunidades de desenvolvimentos pessoal e profissional para jovens de 14 a 29 anos que pararam de estudar e estão sem emprego formal.

O curso oferecido possui quatro módulos, com aulas voltadas às áreas de introdução ao mundo digital, ferramentas digitais para projetos, noções de gestão, modelagem de aplicativo e projeto final.

Ao final, o participante recebe o certificado. Para participar, basta se inscrever pelo site do projeto até o fim deste mês. O curso é totalmente online e pode ser feito em casa, caso o matriculando tenha acesso à internet, ou nos 10 computadores disponíveis na biblioteca.

De acordo com a bibliotecária e coordenadora do projeto no Acre, Paula Barros, caso o aluno queira fazer a aula no espaço público, basta agendar horário: “Temos máquinas voltadas só para quem está fazendo o curso. Quem preferir fazer em casa, podemos tirar dúvidas por telefone”.

A diretora da instituição, Helena Carloni, diz que Acre foi um dos estados escolhidos para receber o projeto, por se encaixar em todos os quesitos solicitados pela Recode.

“A iniciativa pede que os órgãos tenham computadores disponíveis para os usuários, programa de acessibilidade e acesso livre a internet. O que os chamou atenção foi, principalmente, a Floresta Digital”, afirma.

Ela destaca, ainda, a importância de os jovens do estado receberem essa oportunidade: “Muitos dos que participam são inseridos no mercado de trabalho assim que terminam as aulas. Ter uma cidade que oferece essa chance fora do eixo Rio-São Paulo é uma grande conquista”.

Assuntos desta notícia