Coluna Política Local – 21/11/2017

Mudando de partido
Confirmado a saída da suplente de deputada federal, Vanda Milani do PP. Ela passará a integrar os quadros do Solidariedade (SD). Nos bastidores comenta-se que a chegada de Milani no SD tem o dedo do ex deputado Marcio Bittar (PMDB).

Ele disse
O presidente regional do Progressistas no Acre, José Bestene, disse que a decisão de Vanda Milani “não representa nenhum tipo de cisma entre o Progressistas e o Solidariedade e nem entre Marcio Bittar e o senador Gladson Cameli”.

Vai ter aliança
A saída da procuradora do PP acaba sendo positiva para o PMDB, pois, diminuem as chances do PP em ter uma chapa própria na disputa à Câmara Federal na eleição do próximo ano. Isso significa que uma aliança entre as duas siglas ainda é possível.

Unidos em 2018
A tendência é que o Livres se una ao Patriotas na eleição ao governo do Estado em 2018. Os dirigentes do partido acreditam que o melhor para dar o apoio é do Coronel Ulysses.

Debate
Por falar no Livres, o presidente da sigla, Rodrigo Pires, sugere a realização de um debate entre os pré-candidato ao governo do Acre e ao Senado para março de 2018. Seria o primeiro debate político visando as eleições gerais.

Também apoio
O presidente do DEM, Tião Bocalom, também já confirmou o apoio ao pré-candidato do Patriotas. Embora esteja sendo massacrado pelos colegas da oposição, o democrata diz que a decisão não tem volta.

Nenhuma surpresa
Não é de hoje que corre a notícia de que a esposa do ex-deputado Gilberto de Diniz, a professora Sirla Diniz, que concorrerá a uma vaga na Aleac, dividirá o palanque com o pré-candidato ao governo da FPA, Marcus Alexandre (PT).

Apoio ao prefeito
Muitos questionamentos foram levados acerca desse apoio de Diniz ao candidato da FPA. Ele frisa que apoiará a pessoa de Marcus Alexandre e não a FPA ou o PT. Em todo caso, não se pode ignorar que mais um oposicionista dividirá o palanque de um candidato da FPA.

O anúncio
Está agendado para o próximo dia 28 o anúncio oficial das chapas majoritárias da FPA. Marcus Alexandre (PT) ao governo, Emylson Farias (PDT) na vice, Jorge Viana (PT) e Ney Amorim (PT) para o Senado. E Nazaré Araújo (PT) e Márcia Regina (PSB), como primeiras suplentes.

Não deu
Morreu a tentativa do PCdoB emplacar o nome do deputado Moisés Diniz para ocupar a vaga de vice na chapa majoritária da FPA. E a pergunta que não quer calar: o que será de seu futuro político?

Perdeu
O deputado federal Major Rocha (PSDB) não é mais vice-líder do governo Temer na Câmara. Até aí tudo bem. Estranho seria se o mantivessem no cargo mesmo tendo declarado “guerra” contra Temer e Aécio Neves.

Vende-se
O prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (PMDB) pediu e a câmara de vereadores do município aprovou um projeto que autoriza sua administração a realizar um leilão de máquinas e equipamentos adquiridos na passagem de Vagner Sales pelo executivo municipal. Pegou a todos de surpresa.

Emendas parlamentares
Parte dos equipamentos que vão a leilão foram adquiridos com recursos de emendas parlamentares de membros da bancada federal do Acre e disponibilizadas ao longo de oito anos da administração do ex-prefeito Vagner Sales.

Horário de verão
O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, entregou ao presidente Michel Temer, um ofício solicitando que em 2018 o horário de verão inicie após o segundo turno das eleições gerais do ano que vem. A razão do pedido é garantir que a mudança de ponteiros que tradicionalmente ocorre nos meses de verão nas regiões do Centro-Sul do país, não causem atrasos na apuração dos votos e na divulgação do resultado das eleições.

Ainda investigado
O novo diretor-geral da Polícia Federal (PF), Fernando Segóvia, confirmou que o presidente Michel Temer “continuará a ser investigado”.

Encerrados
Segóvia explicou que os inquéritos que levaram a PGR a denunciar o presidente por corrupção, organização criminosa e obstrução à Justiça já estão concluídos.

Outra investigação?
A respeito de uma terceira investigação sobre Temer, relacionada a decreto na área de portos que teria beneficiado a concessionária Rodrimar, Segóvia disse que “terá toda a celeridade como todos os outros inquéritos no Supremo Tribunal Federal”.

‘Carta branca’
Segóvia disse ainda que recebeu “carta branca” de Temer para comandar a corporação, mas que a atuação será “republicana”, sem posicionamento político. Assim esperamos.

Assuntos desta notícia