Alunos premiados nas Olimpíadas de Matemática revelam segredo do bom desempenho em avaliações

BRUNA LOPES

Os alunos Vicente Luiz Mendonça Cabral, Adrio de Lima Passos, João José de Souza Moura e João Victor Melo Chacchi estão rindo à toa. Eles foram uns dos estudantes contemplados com medalhas ou menções honrosas pelo bom desempenho na 13ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). A premiação será realizada em 2018.
Os jovens estudam numa das escolas mais tradicionais de Rio Branco, a José Rodrigues Leite, ou mais conhecida, como Ética, que atualmente possui 980 alunos em dois turnos.
“A Obmep despertou em mim a vontade de estudar ainda mais a área de exatas”, confirmou o estudante João José de Souza Moura, que estuda no 1° ano do Ensino Médio.
Sobre o futuro, o estudante se prepara para disputar uma das vagas do curso de Engenharia Civil.
O jovem Adrio de Lima Passos comentou que se dedicou aos estudos da disciplina, por estar se preparando para Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). “Fiquei feliz com o resultado”, ressaltou.
Para o aluno, João Victor Melo as Olimpíadas, sejam elas de qualquer disciplina, são muito importante, principalmente para quem está no Ensino Médio e precisa se preparar para escolher uma profissão.
“As provas ajudam a prepara psicologicamente para provas como o Enem ou concursos. Não esperava obter esse resultado. Mas, sempre tive facilidade com a matemática”, comentou..
Já o medalhista de prata da Olimpíada de Matemática, Vicente Luiz de Oliveira Cabral confessa que estudou muito para a prova. “Achei a segunda fase mais fácil que a primeira. Sempre gostei de matemática. E acredito que ter uma teoria bem aprofundada, associada a realização de exercícios são a chave do sucesso nessa disciplina”
Os quatro estudantes garante, que a matemática não tem nada de bicho papão. “A matemática e qualquer área de exatas é tida como bicho papão por algumas pessoas. Mas, não tem outro jeito de aprender. É treino. É aprender e aplicar. E se o estudante não for buscar esse conhecimento, realmente, ele vai ter muita dificuldade”, ressaltou o aluno João José.
Além dos estudantes, 17 professores do estado também serão premiados com diplomas, materiais de apoio e participação em encontros nacionais de docentes. Juntam-se ao grupo de vencedores 22 escolas estaduais, que irão receber troféus e material didático.
As secretarias de Educação dos Municípios de Marechal Thaumaturgo e Sena Madureira também serão contempladas com troféus. As instituições são premiadas de acordo com o desempenho dos estudantes dessas localidades.

 

Assuntos desta notícia