Nazareth Araújo prestigia homenagem à Mariazinha Leitão, referência na luta contra Alzheimer

Competência, perseverança, amor ao próximo, ser solidária, essas são algumas características da profissional Maria Leitão, presidente da Associação Brasileira de Alzheimer (ABRAz).
Mariazinha, como é popularmente conhecida, foi homenageada na manhã desta quinta-feira, 23, pela Central de Articulação das Entidades de Saúde (Cades) em virtude dos serviços prestados à ABRAz/Rio Branco e à Cades. A homenagem foi prestigiada pela vice-governadora Nazareth Araújo.
Durante a solenidade, Mariazinha recebeu uma menção honrosa nominada de “Prêmio Pela Vida”, que retrata toda a dedicação pelas pessoas e famílias com parentes que sofrem de alzheimer.

“Sou grata ao reconhecimento dos trabalhos desenvolvidos, mas isso só ocorreu com a ajuda de amigos e parceiros que são comprometidos em ajudar ao próximo, pois esse é meu legado, proporcionar auxílio a essas pessoas que sofrem de alzheimer”, ressaltou Maria Leitão.

Ela diz ainda que o grande desafio é conscientizar e alertar a sociedade sobre a importância do diagnóstico precoce da doença. “Nosso lema é: Quanto Antes Saber, Mais Tempo Terá para Lembrar”, afirma.
Para a Nazareth Araújo, é uma grande honra poder contar com a parceria da Cades e em específico da ABRAz, que tem na sua coordenação uma pessoa que alinha conhecimento, técnica e o amor em serviço de uma causa.
A vice-governadora destaca ainda que, é muito gratificante o fato da homenageada ter representado o Brasil em um seminário internacional sobre alzheimer, ocorrido no início do mês de novembro. “Tivemos a Marinhazina representando não só o Acre, mas também todo o Brasil, na República Dominicana, debatendo formas de tratamentos e compartilhando experiências que ela mesma adquiriu ao tratar pacientes com a doença”, afirmou.

Conquista
A Cades e a ABRAz/Rio Branco estão fechando parceria com outros órgãos para aquisição de uma máquina que produzirá fraldas geriátricas, para serem distribuídas aos pacientes do Hospital do Idoso.
Sobre a doença
O mal de alzheimer é uma doença neuro-degenerativa que provoca o declínio das funções intelectuais, reduzindo as capacidades de trabalho e relação social, interferindo assim no comportamento e na personalidade das vítimas. De início, o paciente começa a perder a memória mais recente.
Com a evolução do quadro, a enfermidade causa grande impacto no cotidiano das pessoas, além de afetar a capacidade de aprendizado, atenção, orientação, compreensão e linguagem.
Dessa forma o doente fica cada vez mais dependente da ajuda dos outros, até mesmo para rotinas básicas, como a higiene pessoal e a alimentação.

Como procurar
atendimento?
Para quem busca qualquer tipo de orientação sobre alzheimer, basta se dirigir à sede da Cades, localizada na Avenida Getúlio Vargas, 595, onde funciona o escritório da ABRAz. (Marcelo Torres / Agência Acre)

 

Assuntos desta notícia