GAZETINHAS – 14-08-2019

Terça-feira triste, muito triste, após a tragédia envolvendo estudantes do Colégio Acreano e a morte de um deles, em acidente na BR-364.
*O corpo da adolescente Kelly Pereira da Silva, de apenas 15 anos, chegou à Capital, na manhã de ontem, sob forte comoção de familiares e amigos.
*O enterro está previsto para ocorrer na manhã de hoje.
*Pelas redes sociais, muitos políticos se manifestaram, comovidos, em notas de pesar às famílias.
*De fato, um acontecimento que tira a gente do modo automático da vida…
*E, por alguns instantes, une todos na mesma corrente de fragilidade e solidariedade.
*Uma pausa e reflexão necessárias.
*Ponto para o Governo do Estado, que agiu rápido e forneceu todo o suporte logístico para o transporte das vítimas e o retorno de todos a Rio Branco.
*De certo, foi uma fatalidade.
*Mas, nos próximos dias, a perícia deve apresentar os resultados das investigações, de possíveis falhas técnicas ou humanas…
*Até para que casos semelhantes sejam evitados.
*Vida que segue.
*E a guerra fria, que já corria, perigosa, nos bastidores do governo, enfim, explodiu.
*Deputado José Bestene colocou a boca no trombone e espatifou de vez o clima de animosidade com a secretária de Saúde, Mônica Feres.
*O deputado acusou a secretária de “não levar a verdade sobre o Sistema Único de Saúde ao governador”;
*Denunciou o suposto clima de terror na Sesacre, instalado com a vinda dos coronéis nomeados por Mônica;
*E afirmou que “parasitas” não irão conseguir afastá-lo de Gladson.
*Xiiiii.
*Escureceu.
*O problema, dizem fontes palacianas, se arrasta desde o início do governo, quando o governador descartou a escolha de Bestene para gestão da Saúde.
*O deputado ainda continuou contemplado com nomeações e benefícios aqui e acolá.
*Mas, a entrada da equipe de Brasília no circuito teria barrado todas as expectativas dele de ampliar a influência e as regalias na tão visada secretaria.
* “O deputado acha que o problema é a secretária e os coronéis. Mas, na verdade, é o próprio governador, que sempre quis mantê-lo afastado da Sesacre”, afirma um assessor ligado à Casa Civil.
*E diante dos fatos recentes, faz todo o sentido.
*Enquanto isso, nas redes sociais, uma equipe muito atuante e bem treinada assume a linha de frente para defender Bestene e atacar os desafetos políticos dele.
* “O melhor secretário que o Acre já teve!”.
* “O único que entende de Saúde no Acre!”.
* “Mandem essa secretária de volta pra Brasília…”.
*Tão discretos e sutis…
*Só que não!
*Ririri.
*É a velha política na ativa, agora apimentada pela baixaria covarde das redes sociais.

Assuntos desta notícia