GAZETINHAS – 16-08-2019

*E a quinta-feira começou com uma grande operação da Polícia Militar, no Centro da cidade.
*Vinte e duas pessoas foram presas, acusadas da prática de diversos delitos, como furtos, roubo de celulares, venda de cigarros e DVDs…
*A Operação Miíase tem como objetivo melhorar o espaço público do Calçadão da Benjamin Constant, do Mercado Elias Mansour e da região central de Rio Branco;
*E, segundo a PM, deve durar o tempo que for necessário, até que o espaço seja reorganizado, e a população volte a sentir a sensação de “ordem social e paz”.
*Huuum.
*Pra bom entendedor, apenas aquela varrida superficial, uma vez que sabemos que a violência que assola o Estado está ligada a crimes e problemas sociais bem mais graves, como o narcotráfico.
*Mas, tá bom…
*Já é um algum começo.
*Governo do Estado está pegando pesado contra opositores da gestão.
*Pela artilharia montada nos bastidores da imprensa e nas redes sociais, acabou, definitivamente, o discurso “paz e amor”…
*E é declarada guerra, real oficial, contra aqueles considerados inimigos políticos do governador Gladson Cameli.
* “Quem não está comigo, está contra mim”.
*É isso mesmo, governador?
*Bom, é o que as más línguas andam dizendo em seu nome.
*Não se sabe até que ponto Gladson está envolvido nas represálias contra seus críticos.
*Se sabe, se não sabe, se prefere nem saber…
*Se não sabe, deveria se informar, pois a pecha da perseguição pessoal e política, tão atribuída aos antigos governos petistas, está ganhando corpo neste também.
*Um dia, é a demissão de fulano porque fez um comentário negativo ali…
*No outro, o linchamento moral de beltrano porque fez uma denúncia acolá.
*Em pouco tempo, as ações vão se tornando corriqueiras e ainda justificadas pelo discurso da “lealdade” e da conservação do projeto político que se defende.
*Pra quem já assistiu esse filme, o que se vê, infelizmente, é o retorno das velhas práticas da arrogância, dos melindres, e o pior:
*Do mau uso da máquina pública para suprir vaidades, destruir reputações e garantir a dominância do poder.
*O jogo é bruto, covarde.
*Mas, das poucas certezas da vida:
*Tudo passa…
*E a mudança, cedo ou tarde, sempre volta a acontecer.
*Ainda sobre as crises internas, que já se tornaram externas, do novo governo:
*Deputado José Bestene continua inconformado com os rumos da Saúde estadual;
*E agora começa a sugerir medidas que deveriam ser tomadas pela gestora da pasta.
*Humanização do atendimento; valorização dos funcionários…
*Descentralização.
*Cof cof cof.
*Te cuida, secretária Mônica Feres!

Assuntos desta notícia