Sistema Fecomércio/AC participa de divulgação dos resultados da 2ª visita técnica à Ponte sobre o Rio Madeira

A equipe responsável pela 2ª visita técnica à obra da Ponte Sobre o Rio Madeira, em Rondônia, apresentou na manhã desta terça-feira, 10, os resultados da vistoria, realizada no último dia 21 de novembro com a participação de 22 instituições apoiadoras. A intenção era conhecer a atual situação da obra e suas dificuldades, além de ter conhecimento acerca das providências que foram tomadas para garantir a conclusão.

A primeira visita foi realizada em 10 de novembro de 2017, com 29 instituições e 99 participantes. Na ocasião, já estava em discussão junto ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), a elevação dos acessos. À época, a obra tinha avanço de 59%.

A ponte fica localizada a aproximadamente 275 km da capital acreana, Rio Branco, com valor estimado após as adequações de R$ 151 milhões. Segundo o relatório emitido à sociedade, foram apresentadas e esclarecidas, no último dia 21, questões técnicas e administrativas referentes à execução da obra.

A equipe visitou apenas o lado do estado do Acre da ponte, haja vista o tempo disponível e os recursos de transporte fluvial, que não estavam disponíveis para a toda comitiva. De acordo com o assessor técnico do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac/AC, Egídio Garó, as atuações das instituições apoiadoras são importantes para o pleno andamento das obras. “Estamos tentando avançar ao máximo, visto que essa obra é de suma relevância para todo o Estado do Acre. Esperamos o pleno funcionamento já ao final de 2020, e a obra vai de fato mudar a vida dos moradores do Acre”, disse.

A obra foi iniciada em 2014, com previsão de conclusão em três anos. Por conta da cheia histórica do Rio Madeira, também em 2014, houve a necessidade de aumentar a cota da ponte para no mínimo 100 metros, do lado de Rondônia. A extensão da obra também foi aumentada, alcançando quase 1,5 km.

Atualmente, o DNIT encontra-se em fase de aprovação e autorização das modificações. Foi informado, ainda na reunião realizada durante a visita técnica, que o processo encontra-se em vias de liberação por parte do DNIT nacional, com expectiva da construtora que a aprovação saia até o final de 2019.

Segundo o presidente do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac/AC, Leandro Domingos, com a ponte, haverá a redução nos custos com combustível, seguro, manutenção e tempo de travessia. “Além da eliminação do pagamento da taxa da travessia”, disse.

 

Assuntos desta notícia