Após laudo, MP dá prazo de 60 dias para Saúde corrigir problemas em maternidade

O Ministério Público do Acre deu um prazo de 60 dias para que a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) corrija problemas nas instalações de prevenção e combate a incêndios da Maternidade Bárbara Heliodora, em Rio Branco. A recomendação foi publicada na edição desta quarta-feira, 15, do Diário Eletrônico do órgão.

A medida foi tomada após o MP-AC receber um laudo do Corpo de Bombeiros que atestava as deficiências. O órgão fala ainda sobre os riscos que os pacientes e funcionários do local estão expostos com a situação.

Entre as providências que devem ser tomadas, segundo o MP-AC, estão a apresentação de notas fiscais dos preventivos, instalação de extintores de incêndio conforme o projeto aprovado, além de corrigir as deficiências do sistema de hidrante e do sistema de alarme.

Na recomendação, o órgão pede ainda que a Sesacre informe, em um prazo de cinco dias, sobre a disponibilidade de fazer as correções das irregularidades. O MP-AC diz ainda que, caso não seja cumprido, o órgão pode ajuizar uma ação por improbidade administrativa. (G1/AC)

 

Assuntos desta notícia