Pular para o conteúdo

Gazetinhas – 03.01.2020

*Ano começou.
*Novos ciclos, novas décadas!
*Decidi que este ano eu vou tentar ser mais zen, mais paz e amor!
*Acho que as pessoas precisam ser mais light, até nas notícias que leem nas suas vidas.
*Vamos lá, então…
*Na parte de geral temos… de educação… e na área cultural… mas a boa notícia do dia é que…
* E vai cair o preço de… [P.S: se você leu algo relacionado à tarifa branca e à energia elétrica, sinto muito, meu amigo, mas você começou seu 2020 com uma doce ilusão].
*Bom, essas foram as boas notícias.
*Ah, e uma acreana foi selecionada para cantar no The Voice Kids [Deus, tomara que ela cante lá “Kombi branca” ou algo do repertório musical do Mão de Onça].
*Ninguém pode dizer que eu não tentei, né?
*Vamos às notícias policiais.
*Em síntese: execução, acidente fatal e morte.
*Virada de ano foi tranquila na Gameleira e outras festividades aí pela city, mas, enquanto os fogos queimavam no ar, vidas se perdiam em outros lugares.
*Rapaz de 18 anos morrendo em acidente de trânsito, mataram uma jovem de 17 anos e ainda teve outro rapaz morto, atingido, pasmem, por um raio.
*Fora isso, ainda teve alguns adolescentes que despareceram após se afogar no rio.
*Tudo muito trágico!
*Em relatório divulgado ontem, pelo Núcleo de Apoio Técnico do MP-AC, deu para concluir que 2019 foi um ano de muitas mortes. Muitas vidas que se perderam.
*Em análise, pessoal da Segurança Pública tenta apontar, com ênfase, para uma redução na ordem de 25% no número de mortes intencionais em relação ao ano de 2018.
*E que, de negativo, houve apenas um aumento de 2% nos casos de roubos.
*Mas a grande verdade mesmo é que tanto 2018 quanto 2019 foram mesmo é anos marcados por muitos homicídios, roubos e assaltos.
*Não adianta usar um ano como modelo de comparação para tentar justificar outro. Os dois foram ruins no quesito insegurança.
*Revelam uma triste realidade de que essa onda de crime não é coisa passageira.
*Infelizmente, veio para ficar.
*As coisas estão tão feias que já até “inventaram” uma suposta carta de renúncia do comandante recém-empossado da PM-AC, coronel Ulysses.
*Pegaria muito mal para o governo, já que Ulysses não tem nem 2 meses no cargo.
*Ele nega. E foi mais além!
*O comandante até alertou a bandidagem “pra se cuidar” e disse até que a polícia ainda “nem apertou um quarto do parafuso que está preparando para os criminosos”.
*Shufff! Eu queria ter essa confiança toda.
*Por ora, só o que rogo a Ulysses é, por favor, coronel, não fique de lesêra, não. Aperte logo esse parafuso aí de uma vez que o negócio tá pesado!
*Bom, é isso!
*Dica final: bora aproveitar essas academias novas abrindo na cidade e fazer uns exercícios e uma dieta para perder as gordices adquiridas nessas festas de fim de ano!
*Façam o que eu digo, e não o que eu faço [ou deixo de fazer]!
*Interino: TIAGO MARTINELLO