Pular para o conteúdo

Gazetinhas – 05.01.2020

* “A criminalidade toma conta da cidade. A sociedade põe a culpa nas autoridades”.
*A música é antiga, do Gabriel Pensador, mas reflete bem o Acre que vivemos nos últimos anos. Em menos de cinco dias, quase 10 corpos vieram ao chão…
*Recente relatório apontou que os índices de elucidação estão aquém da nossa realidade.
*O velho xerife Walter Prado, não levado a sério pela Segurança Pública da atual gestão, já dizia: quem não elucida, não combate.
*Os crimes, a maioria, seguem sem elucidação. Ou seja, seguem impunes, debitados nas contas das facções criminosas.
*Desse modo, o Judiciário não pode agir. Se não há crime, não há pena…
*E a sociedade… padece.
*Secretário de Segurança, Paulo Cézar Santos, disse que “a ideia é tornar o Acre um ambiente nocivo para as facções”.
* A frase é bonita, mas parece apenas de efeito. Embora, não se tire aqui a vontade de trabalhar do secretário.
*Mas, parece que falta algo maior. Um comando partindo de cima.
*Com isso, o acreano vai vivendo assustado, aterrorizado…
*O pacote anticrime que seria uma bomba atômica, não chegou a fazer efeito de um traque.
*Mudando o assunto…
*Presidente Donald Trump parece estar procurando sarna para se coçar como dizem. Os norte-americanos são invasivos.
*Podem desencadear uma série de ataques terroristas pelo Mundo. Nós que pagaremos a conta do destempero de Trump…
 *Que Bolsonaro não siga o mesmo caminho e fale bobagem a respeito disso e atraia a atenção dos terroristas para cá, sem falar nas relações comerciais com o Irã que temos.
*Cada um com seu cada um. Aliás, uma guerra só traz dor e sofrimento. As crianças são as mais penalizadas.
*Ao invés de tirarmos sarro nas redes sociais da possibilidade de uma 3ª Guerra Mundial, prefiro dizer #NÃO À GUERRA.
*Preocupa…
*A Coluninha já falou de violência, guerra, titica na cabeça de presidente… agora vai tratar de um assunto grave: a dengue.
*A situação preocupa, principalmente, nos vales do Envira, Tarauacá e Juruá. Alô Sesacre, tome a frente, tome. Secretário Alysson, reúna os secretários municipais e cobre deles. Pessoas estão morrendo.
*Os prefeitos não fizeram o dever de casa. Recolher entulho deve ser feito ao menos uma vezes por ano. Coisa para produzir entulho é o ser humano.
*Esse é um trabalho que deve ser permanente. O povo não tem R$ 50 para pagar para retirar entulho, não. Aliás, o povo já vive no limite.
*Entulho é sinônimo de Aedes Aegypti. A melhor forma de combatê-lo é recolher entulhos. Assim, destrói os criadouros.
*Bom vou indo com meu guarda-chuva. São Pedro não brinca, é água!
*Feliz domingo e início de semana!
INTERINO:  JOSÉ PINHEIRO