Pular para o conteúdo

Laudo de incêndio que destruiu boxes de roupas em calçadão de Rio Branco deve sair em fevereiro

O laudo com as causas do incêndio que destruiu dois boxes de roupas no Calçadão da Benjamin Constant, em Rio Branco, deve sair em 30 dias, de acordo com o major do Corpo de Bombeiros Cláudio Falcão. A suspeita inicial é de um curto-circuito.

“A suspeita que nós temos é de curto-circuito, porque ali é recorrente. Inclusive, a proprietária afirmou para a gente que tinha deixado o medidor ligado. Ela disse que sempre desligava a unidade consumidora, mas deixou ligado no dia”, disse.

Um dos estabelecimentos teve perda total. Já no outro, queimaram algumas roupas e alguns manequins. O Corpo de Bombeiros conseguiu controlar as chamas.

Além disso, Falcão contou ao G1 que testemunhas relataram que houve um pico de energia antes do incêndio. “Mas, é apenas uma suspeita. Só o estudo científico técnico vai identificar qual foi a causa. Temos aquele prazo de 30 dias [para divulgar o resultado]”, conclui.

Em menos de um ano, este é o segundo incêndio que atinge estabelecimentos da região do Calçadão. Em março do ano passado, dez lojas, que ficam próximas do Colégio Acreano, foram afetadas, duas tiveram mais estragos e as demais foram atingidas com menor gravidade.