Gazetinhas – 02/02/2020

*Vem fevereiro!

*Sai pra lá mês agourento, janeiro!

*Foram 47 mortes em 31 dias. Ou seja, quase duas mortes por dia.

*Mais ainda, em janeiro de 2019 registrou-se 32 mortes. Este ano 15 mortes a mais. Trágico, lamentável…

*Depois de tantas cobranças, a cúpula da Segurança Pública vem a público culpar a imprensa por divulgar os fatos. É didático que um jornalista se reporte aos fatos, não há como escondê-los.

*No que cabe à imprensa divulgar as boas ações da Segurança Pública, nenhum veículo de comunicação se furta de fazer.

*O bom padre Massimo Lombardi segue na trincheira, denunciando os fatos, embora conhecidos de todos e pedindo piedade!

*Não se pode negar que a Igreja Católica não se furta de denunciar as mazelas sociais. Foi assim com Dom Moacyr Grechi, segue agora com Lombardi.

*O que é triste de se ver é jovens sendo mortos brutalmente.

*O Acre clama por PAZ!

*Não deixou barato. O jornalista Rogério Wenceslau não deixou barato a tentativa do governo em dizer que não houve arrastão na estrada do Amapá.

*A verdade é: não se pode menosprezar a fala da vítima, em hipótese alguma. A violência atinge e aflige a todos.

*Tentando…

*Com tantos problemas, o governador Gladson Cameli tenta manter a popularidade visitando os mais variados ambientes, apertando a mão de um de outro…

*”De bobo não tem nada”, diz um aqui na Redação.

*Esperando os debates de terça-feira na Assembleia Legislativa do Acre…

*O tom dos discursos serão ainda mais encorpados tanto dos independentes, quanto da oposição.

*O líder do governo, deputado Gehlen Diniz (Progressistas) ficou mais reservado neste recesso. Seria uma estratégia?

*Mais parlamentares foram contemplados no governo. O que leva a crer que o debate não vai ficar só na polaridade Gehlen Diniz x Edvaldo Magalhães.

*Afinal, quem é contemplado precisa retribuir.

*Bom dia a todos e ótima semana!

 

INTERINO: JOSÉ PINHEIRO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Assuntos desta notícia