GAZETINHAS 18-02-2020

*E se janeiro andou arrastado, quase um agosto antecipado no ano…
*Fevereiro mal mostrou as caras e já está chegando ao fim.
*Esta semana é pré-carnaval;
*A que vem é pós.
*E produtividade que é bom só mesmo no mundo do crime.
*Do jeito que o diabo gosta.
*A propósito, confirmado pelas estatísticas aquilo que todo mundo já sentia.
*Segundo levantamento do IBGE, a taxa de desemprego do Acre subiu para 13,6% em 2019, 0,5 pontos percentuais a mais em relação a 2018.
*Pode parecer pouco, ainda mais ancorado naquela desculpa do ano de “ajustes”, “mudança”, etc. e tal.
*Mas, se o novo governo tiver o mínimo de bom senso (tem?), é preciso encarar o alerta.
*Primeiro, porque este percentual representa em torno de 48 mil pessoas desempregadas no Estado.
*Segundo, porque a taxa média de desemprego caiu em 16 estados, acompanhando, inclusive, a média nacional, que recuou de 12,3%, em 2018, para 11,9% no ano passado.
*Já o Acre ficou no grupo dos sete estados onde não houve redução e acima da média do país.
*Enfim.
*É preciso reverter isso aí.
*Ainda sobre números, estes referentes não ao passado, mas ao futuro…
*Pesquisa Real Time Big Data, encomendada pela TV Gazeta, apresentou o primeiro retrato da disputa das eleições municipais deste ano.
*Nos três cenários apresentados, o tucano Minoru Kinpara continua liderando as intenções de voto na Capital, e um bocado à frente de seus concorrentes.
*Num primeiro cenário, Minoru tem 27%; Raimundo Angelim, 17%; Roberto Duarte, 14% e Socorro Neri, 13%.
*Já quando o ex-prefeito petista não aparece, a briga pela segunda colocação fica entre Roberto Duarte e a prefeita Socorro Neri.
*No cenário 2, Minoru tem 27%; Roberto Duarte, 15%; Socorro Neri, 15% e Rogério Wenceslau 7%.
*No cenário 3, Minoru tem 26%; Socorro Neri, 16%; Roberto Duarte, 14%; Alysson Bestene e Vanda Milani, 5%; e Daniel Zen (PT) e Fernando Zamora (PSL) aparecem com 2% dos votos.
*Conjecturas, apenas conjecturas…
*Até porque, como se vê, os candidatos ainda precisam ser definidos até lá.
*Porém, entre os três principais, já dá pra ter uma ideia do que vem pela frente.
*Minoru, “o novo”, deve iniciar a campanha como o preferido do eleitorado;
*Socorro Neri vem com boas chances.
*E Roberto Duarte, com a força do seu partido e com surpreendentes 14% ou 15% para uma primeira campanha majoritária, mostra que tem todas as chances de permanecer no páreo até, quem sabe, um segundo turno.
*A conferir quem tem o lombo mais grosso pra aguentar o vale-tudo de baixaria que já começou e deve se desenrolar até lá.

Assuntos desta notícia