Fecomércio/AC e governo intensificam distribuição de sopas a comunidades carentes de Rio Branco

O Sistema Fecomércio-Sesc-Senac/AC, preocupado com a situação dos menos favorecidos e buscando ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade social no período de pandemia do Covid-19, através do Programa Mesa Brasil do Sesc, continua fornecendo sopas aos imigrantes e comunidades carentes de Rio Branco.

Objetivo é não deixar desassistidas pessoas carentes da cidade (Foto: Ascom Fecomércio/AC)

As sopas são produzidas pele equipe do restaurante do Serviço Social do Comércio – Sesc. As equipes do Mesa Brasil Sesc e Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres estão distribuindo sopas as comunidades carentes de Rio Branco.

Nessa semana foram entregues 1.800 sopas nos seguintes locais: Cidade do Povo para imigrantes venezuelanos e cubanos, Upa da Sobral, Pronto Socorro de Rio Branco, Rodoviária, Casa Abrigo de Menores, Casa Lar Ester e Abrigo dos Emigrantes.

A Coordenadora do Mesa Brasil do Sesc no Acre, Marizete Melo, explicou que iniciativas como essas são necessárias. “Precisávamos fazer algo para amenizar essa situação ajudando as pessoas que ficam nos hospitais de Rio Branco. O atendimento perdurará até o final do mês de abril e o produto será entregue à equipe da Secretaria de Assistência Social, que se encarregará de fazer a distribuição”, explicou.

O vendedor ambulante Francisco França se emocionou com o recebimento da sopa. “Estou muito feliz com esta sopa, pois ontem mesmo levei três potes para um casal de amigos que estão passando necessidades e eles choram, isso me chocou muito, pouca coisa, mas que vale muito”, disse.

 

Mesa Brasil

O Mesa Brasil Sesc é uma rede nacional de bancos de alimentos contra a fome e o desperdício. Seu objetivo é contribuir para a promoção da cidadania e a melhoria da qualidade de vida de pessoas em situação de pobreza, em uma perspectiva de inclusão social. Trata-se essencialmente de um Programa de Segurança Alimentar e Nutricional, baseado em ações educativas e de distribuição de alimentos excedentes ou fora dos padrões de comercialização, mas que ainda podem ser consumidos.

Assuntos desta notícia