GAZETINHAS – 28-04-2020

*E nem só de problemas relacionados ao coronavírus vive a política estadual…
*Com ou sem pandemia, as disputas e articulações, nos bastidores, seguem a todo vapor, de olho na montagem do tabuleiro das eleições de outubro.
*(Por ora, o calendário eleitoral permanece este).
*Até onde se sabe, a decisão do governador Gladson Cameli continua um mistéeeerio.
*Aliás, como é qualquer posicionamento dele, até os 45 minutos do segundo tempo de qualquer partida.
*O que, registre-se:
*Pelo nível das estratégias que ele utiliza, não pode ser considerado um elogio.
*Cri cri cri.
*Voltando aos fatos:
*Não se sabe se Gladson lançará candidato próprio do Progressistas;
*Se fará uma aliança inusitada com a atual prefeita Socorro Neri;
*Ou se, numa hipótese mais remota, apoiará algum candidato de um dos partidos que o ajudaram na última eleição.
*Segundo tem dito publicamente, o governador está com toda a atenção focada agora ao combate do avanço da  covid-19 no Acre.
*Cof, cof, cof.
*Pelo menos, este é o discurso oficial.
*O que não significa, nem de longe, claro, que esteja alheio às movimentações dos possíveis adversários.
*Vide as exonerações e por que não dizer retaliações, perseguições (porque sim, ele também é desses!) que estão sendo feitas contra antigos aliados, como o MDB e, mais recentemente o PSDB, partido do vice-governador.
*E as novas demissões de gente de ambos as siglas, em Mâncio Lima, na semana passada, acirraram ainda mais o clima interno de disputa.
*Nesta segunda-feira, uma nota assinada pelo MDB, o PSDB e o PSD, em repúdio a outra nota de uma dirigente do PP no Juruá, mostrou que a guerra deixou de ser fria há muito tempo…
*E que a troca de fogo amigo pode ter resultados perigosos.
*Principalmente, se permanecer a tendência de uma aliança explosiva entre o vice Rocha e o leão do Juruá, Wagner Sales.
*Ou o Glorioso está mais propenso a um namoro com o PT, os antigos inimigos históricos?
*E isso pode, Arnaldo?!
*Em política pode tudo, meu amigo!
*E tudo que ocorreu e ocorre no cenário local e nacional é a prova material disso.
*Conjecturas, apenas conjecturas.
*Vamos acompanhar.
*Fique em casa! Lave bem as mãos!
*Essa continua sendo a principal orientação das autoridades de Saúde, em tempos de pandemia.
*E é como deve ser.
*Mas e a água, cadê a água, governador?
*O problema de desabastecimento em muitos bairros da cidade vem se arrastando há uma semana.
*Só faltava agora o governo culpar o deputado Edvaldo Magalhães!
*Assim não dá, assim não pode.
*É preciso resolver isso aí.

Assuntos desta notícia