Coluna Beth News – 16/05/2020

Beth Passos
E-mail: 
[email protected]

Instagram: @beth_news_
Facebook: Beth News

A professora Regina Célia Ferreira feliz da vida com o empório que vai inaugurar em Rio Branco. Assim como todos os brasileiros, ela está na contagem regressiva para o fim da pandemia.

A maquiadora Ivaneide Crispim trintou e foi surpreendida pela família com bolos, docinhos e iguarias que adora. HappyBirthday!

Aneliz e Thiago Frota comemorando o aniversário dela, cumprindo o distanciamento social, no condomínio Via Bella.

A morena Alessandra Borges, modelo BN Tudibom nas horas vagas, em momento natureza. Ela se prepara com afinco para o próximo Enem.

A advogada Ecilda Freitas sumiu em meio a máscara e as flores, no Dia das Mães. Ela passa a quarentena no Rio de Janeiro com a filha Hileane Freitas.

O casal Simon Araújo e Tatiana Roque encontrou um jeito fofo de cumprir o distanciamento social com uma justa homenagem, no mesversário do filho Pierre. O tema escolhido foi “O Acre existe”, com direito a Índios, Et e o Dino. É o que se chama #quarentenacriativa.

News

*Fiquei quatro horas seguidas assistindo uma série. Não me reconheço mais. É a quarentena mudando minha vida!

*Aqui com meus botões pensando que a gente precisa lembrar o tempo todo o que o vice-presidente, general Mourão, disse: a pandemia do novo coronavírus não é só uma questão de saúde, mas já se tornou econômica e “pode vir a ser de segurança”, em um momento de “estrago institucional”. Esse poço não tem fundo!

*Uma amiga contando que outro dia entrou numa fila preferencial sem perceber e tinha gente aguardando já. A caixa avisou apontando atrás dela três idosos. Ela olhou para eles pedindo perdão, já ia até saindo, quando as pessoas do banco gritaram: “nãaaaaaaaão, pode ir, sem problema”.

Resultado: ficou traumatizada e disse que nunca foi tão humilhada por jogarem a idade dela na cara.

Quarentena é cruel mesmo. Tadinha!

*Antes o povo ficava olhando a roupa, sapato, carro e agora a onda é ficar olhando se a máscara do outro é mais bonita.

*O dia que você se sentir idiota, lembre-se que tem gente comprando uma máscara da osklen, de pano, por 147 reais. É o que fez minha colega de compras em Belo Horizonte, Eliane Hernandez.

*Apoio muito quem fabrica máscaras caseiras, só me preocupo com a vaidade em excesso e assim o consumismo supérfluo, como pagar cinco vezes mais caro por uma máscara com lacinho, um bordadinho… Lembre-se: compre máscara com preço justo e guarde seu dinheiro para comprar comida. Só acho!

*Já o presidente, dando entrevistas, bota a máscara, tira a máscara, nega e assume.  Em seguida, a máscara está pendurada na orelha. Afinal, é grave ou histeria?

*O gostoso, até chegar a azia, pão com mortadela, patrimônio basicamente da esquerda, recebeu um concorrente. É o pão com leite condensado preferido do presidente Jair Bolsonaro.

Agora temos o pão da direita!

*A Samsung do Brasil doou R$ 5 milhões, entre máscaras e produtos hospitalares, além de TVs e tablets, para hospitais darem conforto aos pacientes e comunicação com familiares.

*A rede de academia Smart Fit é um dos patrocinadores do presidente Jair Bolsonaro, junto com o véio da Havan e o véio do Madero. O decreto colocando academias como atividade essencial seria um favor. Ainda bem que os governadores já avisaram que vão ignorar o decreto.

Vivemos um totalitarismo financeiro em que tudo é justificado pelo mercado.

*É socialmente irresponsável – uma negligência absurda – dizer e pensar “isso não vai me afetar”, “eu não vou mudar a minha vida por causa disso” ou “não faço parte de grupos de alto risco, então estou de boas”.

Assuntos desta notícia