Enteado mata o padrasto a golpes de ripa ao ver briga dele com sua mãe

O Dia das Mães terminou da pior forma possível para uma família que mora na região do bairro Calafate: em homicídio. Raimundo Nonato de Oliveira, 40 anos, foi morto no meio da rua com golpes de ripa, pelo próprio enteado. O crime aconteceu domingo à noite, 10, na Travessa João Lopes, Conjunto Waldemar Maciel.

Pelo que a polícia conseguiu apurar até o momento, Raimundo estaria consumindo bebida alcóolica com sua esposa em casa. Ele teria começado uma discussão com ela, que teria lhe dado um tapa no rosto. Em resposta, o homem de 40 anos teria revidado a agressão. Ao ver a mãe sendo agredida, o enteado de Raimundo Nonato, um rapaz identificado como ‘Júlio’, foi tomado por fúria e partiu para cima da vítima.

Raimundo e o rapaz travaram uma luta corporal, até que o enteado pegou um pedaço de ripa. Raimundo correu para fora de casa para fugir de seu agressor, mas, ferido, caiu na rua e foi alcançado por Júlio. O enteado desferiu uma ripada na cabeça, seguido de vários golpes no padrasto. A mãe tentou controlar o filho, chegando até a se prostar na frente do marido caído no chão. Nem isso conteve Júlio, que acabou matando Raimundo Nonato.

A mãe levou o filho para dentro de casa e o trancou no quarto, depois acionou a Polícia Militar. Os policiais foram até o local e prenderam Júlio, levando-o para a Delegacia de Flagrantes.

Policiais prenderam o agressor e isolaram o local até a chegada da perícia técnica e equipes do IML para recolher o corpo (Foto Reprodução Whatsapp)

Socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também se encaminharam para atender Raimundo Nonato, mas quando chegaram já era tarde demais. A vítima já estava morta devido às agressões. Seu corpo foi removido por equipes do Instituto Médico Legal (IML).

A polícia realizou perícia criminal, colheu provas e os depoimentos. O caso agora será da alçada da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). (Da Redação A GAZETA)

Assuntos desta notícia