Pesquisa Fecomércio/AC: 57% dos rio-branquenses tem a intenção de celebrar Dia dos Namorados

Aproximadamente 57% dos rio-branquenses estão motivados a gastar no Dia dos Namorados, celebrado na sexta-feira, 12- um índice 10% menor que o verificado no mesmo período do ano passado. O estudo, do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac/AC, realizado pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas Empresariais do Acre (Ifepac) contactou aproximadamente 60 pessoas economicamente ocupadas entre os últimos dias 20 e 27 de maio de forma remota, respeitando as medidas higiênicas exigidas pela pandemia. Ainda segundo o levantamento, uma parcela de 15% respondeu que ainda não sabe se vai realizar gasto para a finalidade.

O Dia dos Namorados representa a terceira melhor data do ano com relação ao movimento de compra e venda de bens e serviços de consumo. Neste ano, essa data se defronta com um problema grave de saúde, sem possibilidade de comemoração em locais com mais pessoas, em função da ameaça que uma aglomeração pode ocasionar aos participantes. Mesmo assim, mais da metade da população com relacionamentos íntimos ou mesmo de amizades, demonstram interesse em comprar presentes, que de alguma forma possa esticar a lembrança da data por algum tempo.

Dentre os investimentos mais comuns, o estudo apontou as promoções anunciadas como o estímulo a gastos para 40% da população. Na sequência, 33% disseram estar atentos às novidades, e 15%, aos preços baixos. Por fim, 12% focaram mais nos descontos oferecidos pelo comércio.

A pesquisa abordou que, para 77% dos consumidores de Rio Branco, o gasto programado para o Dia dos Namorados deve ser otimizado ao máximo, para tanto a realização de minuciosa pesquisa junto ao comércio local se faz necessária, vez que também contribui para a melhor escolha do presente. Em contrapartida, a pesquisa sobre preços e bens adequados para presente na data, não representaram preocupação para outra parcela de 23% da população.

Dia dos Namorados representa a terceira melhor data do ano com relação ao movimento de compra e venda de bens e serviços de consumo (Foto: Divulgação Ascom Fecomércio/AC)

Bens e serviços com maior indicação de procura para o Dia dos Namorados

Os dados levantados para este estudo remeteram a uma relativa quantidade de bens e serviços desejados para comemoração do Dia dos Namorados. Porém, 60% da população deve realizar gastos com roupas (30%) e perfumes (30%). Outra parcela de 27% apontou para gastos com moda e acessórios (15%) e calçados (12%). Outros 13% demonstraram preferência para vinhos, chocolates, eletrônicos e produtos de beleza.

Além disso, com a chegada da pandemia do novo coronavírus no Acre, se fez exigir medidas de prevenção à doença. Dentre as exigências imposta, o estudo destacou o fechamento da quase totalidade das atividades de comércio e serviços da economia local, fato este que imputou mudanças de práticas de negócios de compra e venda no ambiente de mercado de consumo doméstico, levando assim, 77% da população de Rio Branco/AC a aderir às redes sociais e outros aplicativos de e-commerce para viabilizar compras de bens e serviços considerados essenciais. Outra parcela de 23% afirmou manter rotina conservadora.

O aumento do desemprego e o fechamento de inúmeros estabelecimentos comerciais no período da pandemia do novo coronavírus impôs limite para os níveis de gastos domésticos. Corroborando, a pesquisa indicou que 78% da população se impôs limite para gastos, notadamente, para aqueles pertinentes a datas festivas, como o caso do Dia dos Namorados. Outros 22% mantiveram a utilização normal das respectivas finanças.

Gastos estimados

Conforme os valores estimados pela população com intenção de gastos para o Dia dos Namorados, 53% devem realizar gastos entre R$ 100 a R$ 200. Outra parcela de 28% demonstra desejo de gastar até R$100, afora 12%, que omitem essa estimativa, apenas 7% se manifestam a gastar valores acima de R$200. (Ascom Sistema Fecomércio/AC)

Assuntos desta notícia