A INDISCIPLINA ESCOLAR PREJUDICA O CRESCIMENTO SOCIAL

Residente nas cercanias de escolas posso observar um grave problema que elas enfrentam, no dia a dia: a indisciplina dos alunos. Julgo que esse é um gargalo que o Estado não conseguiu superar e um dos maiores problemas enfrentados pela rede oficial de ensino, em especial a escola pública. O fenômeno da indisciplina tem sido definido como um desvio no comportamento das pessoas. Esta problemática tem sido observada em alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental e Ensino Médio, escolas da rede oficial de ensino. Lidar com os adolescentes deste século XXI é uma dificuldade, eles ganharam muita liberdade cibernética. Ademais, as redes de televisão, a exemplo de outros países, não fazem nenhum tipo de censura a filmes, novelas, telejornais, programas obcecados em veicular violência.

Esse aspecto da vida escolar, no Brasil, tem se apresentado como um problema que vem dificultando o desempenho tanto de alunos, quanto dos professores. Por estas razões a indisciplina tem se tornado cada vez mais objeto de preocupações de membros ligados à instituição escolar, a ponto de muita gente manifestar descrença no tocante à possibilidade de mudança nesse quadro sombrio.

Essa desesperança na mudança de quadro por ser observada no fato de muitos alunos não terem mais respeito e/ou consideração aos colegas de classe e aos professores. Assim sendo, se sentem à vontade para fazer ou dizer o que quiserem em ambiente escolar. Esta realidade afeta o processo de ensino e aprendizagem, além de desmotivar o docente e os alunos que se sentem prejudicados diante desse quadro sombrio.

Nesse cenário, se pergunta o que é indisciplina e como ela se caracteriza no ambiente escolar? Como ocorre? Segundo os educadores, aluno indisciplinado é aquele que desobedece, não faz as tarefas, conversa demais e atrapalha a aula.  A indisciplina está ligada, também à agressividade. Os atos agressivos ocorrem, cotidianamente, assim como os palavrões, os xingamentos e ofensas em geral. A maioria das crianças, atualmente, apresenta atos indisciplinados, sem que os adultos consigam controlar. As crianças indisciplinadas são agressivas e demonstram ações violentas com muita facilidade, qualquer ação ou fala contra elas, é motivo para agirem agressivamente. Até mesmo durante as brincadeiras a agressividade predomina e isso acontece como se fosse algo normal. Nas cercanias da escola, muitos agem como ciclones, vão destruindo o que avistam, desrespeitando a comunidade vizinha.

Compreende-se a indisciplina como toda ação moral executada pelo sujeito e que está em desacordo com as leis impostas ou construídas coletivamente. Com isso, fica muito difícil para o professor saber como lidar com os alunos indisciplinados, principalmente quando a indisciplina é gerada por problemas dos discentes.

Além dos fatores relacionados ao aluno, também há fatores relacionados ao professor e à escola, como: a metodologia inadequada, a falta de recursos didáticos, a insatisfação do docente, que se deve principalmente à baixa remuneração, dentre outros. Além disso, a problemática da indisciplina está também relacionada, como se nos referimos, alhures, ao número exorbitante de ocorrências de situações de violência real e virtual que são apresentados pelos meios de comunicação de massa, como a televisão.

Percebe-se, disso tudo, que os pais das crianças de hoje, por terem sido criados muitos oprimidos, sem liberdade, acreditam que devem criar os filhos de forma diferente. Por isso, é importante que, desde o nascimento, a criança já seja conduzida às regras de socialização na família, e mais tarde, na escola, até mesmo porque a criança pequena tem pouco controle sobre as forças biológicas e sociais que agem sobre ela. Somente por meio da experiência aprende a lidar com essas forças, construindo, assim, sua personalidade. Portanto, se essa condução não for feita de maneira adequada pelo adulto, haverá grandes chances de essa criança indisciplinada passar a agir de modo inadequado e o ambiente escolar não melhore, assim como o ensino/aprendizagem. Quem deve fazer esse trabalho? Julgo que devam ser os pais, com auxílio da escola e do Estado, no sentido de melhorar e aperfeiçoar o crescimento e o desenvolvimento social.

LIÇÕES DE GRAMÁTICA

CONCORDÂNCIA COM NUMERAL

– Fique atento, pois quando houver numeral, o verbo concordará com ele.

Exemplos:

São três horas.

Podem ser três horas.

São quatro de julho.

Daqui até o centro da cidade são dois quilômetros.

Assuntos desta notícia