Caixa credita parcelas do auxílio emergencial para 3,8 milhões de brasileiros nascidos em abril

Nesta sexta-feira, 31, a Caixa credita as parcelas do Ciclo 1 do Auxílio Emergencial para 3,8 milhões de brasileiros. A partir desta data, os valores já podem ser movimentados pelo aplicativo Caixa Tem para pagamento de boletos, compras na internet e através das maquininhas em mais de 1 milhão de estabelecimentos comerciais.

Também nesta quarta, está disponível para saque ou transferência os valores do Saque Emergencial do FGTS para as pessoas nascidas em janeiro. Os valores também podem ser movimentados através do aplicativo Caixa Tem, sem que o beneficiário precise se deslocar até uma agência. Já os beneficiários do Auxílio Emergencial nascidos de abril a maio que tenham a conta bloqueada, podem procurar uma agência para desbloqueio.

A Caixa reafirma que os clientes não precisam madrugar nas agências. Todos que chegarem no horário de funcionamento das agências, das 8h às 14h, serão atendidos. Os recursos do Saque Emergencial do FGTS e do Auxílio Emergencial podem ser movimentados pelo aplicativo Caixa Tem. Os usuários que precisam atualizar o cadastro no aplicativo, podem enviar a documentação pelo próprio App.

Os beneficiários que estão no programa Bolsa Família e possuem o Número de Identificação Social (NIS) com final 0 recebem a parcela 4 nesta sexta-feira, 31. O recebimento do Auxílio Emergencial por este público é feito da mesma forma que o benefício regular, utilizando o cartão nos canais de autoatendimento, unidades lotéricas e correspondentes CAIXA Aqui, ou por crédito na conta Caixa Fácil.

Já foram pagos R$ 141,8 bilhões do Auxílio Emergencial para 65,4 milhões de brasileiros, num total de 201,8 milhões de pagamentos. Somando ao Saque Emergencial do FGTS e o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm), a maior ação de inclusão financeira e digital da história do país vai beneficiar 121,3 milhões de pessoas, oito em cada dez adultos no Brasil. (Assessoria da Caixa Econômica Federal)

Assuntos desta notícia