Coluna Roberta Lima – 02/08/2020

Formatura

Meu filho kristoffer Augusto Lima (foto) recebeu na manhã da última segunda-feira, 28, o tão esperado canudo do curso de Engenharia Agronômica.

** A solenidade on-line pelo site oficial da Universidade Federal do Acre – UFAC, contou com transmissão ao vivo pelo YouTube, e levou esta titular, a esposa, a oficiala de Justiça Shaira Lima, e parentes e amigos a não conter a emoção. Orgulho!

Happy Day

O presidente do Instituto de Terras do Acre (Iteracre), Alírio Wanderley, e o filho João apagaram as velinhas na última quinta-feira, 30.

**Papai coruja deixou imperar a vontade do filhote, e a série de animação PAW Patrol (Patrulha Canina no Brasil) foi o tema da linda mesa, remetendo os personagens.

**A festinha intimista reuniu a vovó Nazaré Camely, a noiva, Renata Souza, e os priminhos (foto).

Encontro

Uma ideia mega bacana foi a deixa para o que seria um ensaio fotográfico em comemoração as Bodas de Prata do casal Maura e Marcelo (foto).

** O ensaio virou um encontro com renovação dos votos organizado por uma trupe nota mil, que em 24 horas transformou tudo com um belo cenário ( assinado por Socorro Macowisk), tendo como pano de fundo a voz aveludada de Iana Sarkis.

** A celebrante e cerimonialista Lina Grasiela comandou tudo com maestria, que contou ainda com os cliques de Kero Costa e filmagens da Studio Sete.

Bodas de Pérolas

Pecuaristas Maria Elena e Juninho Leite comemoraram no último dia 20 de julho os 30 anos de casados.

** As comemorações ocorreram em casa, com os filhos Renato e Gabriel, e claro que rolou bolo e champa para os devidos brindes. Ao casal mega querido, felicidades mil.

Fotos: Talita Carvalho.

O carinho do casal

Um brinde com os filhos Renato e Gabriel

Capilar

Com uma equipe completa e qualificada, inaugura em dezembro, em Alphaville, mais uma unidade da Doctor Hair, um dos centros capilares mais equipados e seguros do Brasil.

** O franqueador Stanley Bittar não esconde a alegria do sucesso das franquias, que em breve terá uma unidade em vários cantos do Brasil.

Congresso I

O maior encontro de conhecimento e inteligência do setor de alimentação fora do lar já tem data confirmada: de 26 a 28 de agosto.

** A Abrasel, associação que representa e desenvolve o setor de alimentação fora do lar no Brasil, já confirmou o 32º Congresso Nacional, que este ano irá contar com a participação dos principais líderes empresariais e da gastronomia.

Congresso II

Durante três dias, de forma gratuita e on-line , o público irá conhecer os desafios e propostas para a retomada da alimentação fora do lar no país. Junto da programação técnica, os participantes poderão desfrutar da feira virtual, com a presença dos principais parceiros da entidade. E, em paralelo, será realizado o Mesa ao Vivo, pelo 9º ano consecutivo.

** Jean Jereissati, Olivier Anquier, Diego Barreto e Isaac Azar são algumas presenças de grandes referências confirmadas.

Competência

Há pouco tempo a frente da assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Rio Branco, a jornalista e publicitário Ana Cristina vem fazendo um excelente trabalho.

* A profissional vem destacando o trabalho da prefeita Socorro Neri com muita evidência, e dando suporte aos colegas de profissão com celeridade e aquela simpatia peculiar. Arrasando!

Em Casa

Ah os advogados, quem nunca precisou de um? Ser advogado é viver o Direito e para o Direito, sempre imbuído do espírito de Justiça, sem esquecer que a Justiça é feita pelos homens, seres falíveis. Habilitados a prestar assistência profissional em assunto jurídico, defendendo judicial ou extrajudicialmente os interesses do cliente, são primordiais para resolver embates, imbróglios e assuntos em diversas áreas. E alguns representantes dessa classe que hoje fazem um depoimento, nos mostrando o que mudou no seu dia a dia com o novo normal.

George Lima, advogado – “O que posso dizer sobre essa pandemia: Muitos hábitos foram modificados nesses últimos 4 meses. Tive que aprender a ficar sozinho, em um apartamento aqui em Brasília. Assim, refleti muito sobre a vida, vendo um lado mais importante da vida, do que pensar somente na materialidade da vida, pois fui atrás de fazer as pazes com amigos que nunca deveria ter brigado.

Procurei estar mais em contato com Deus, pensando mais em Jesus, algo que antes da pandemia não era habitual.

Por fim, amar cada dia mais e mais a minha família.”

Marcos Vinícius, advogado e conselheiro – “No âmbito profissional, o primeiro desafio foi exercer, abruptamente, minhas funções à distância, o que, por si só, não fora um grande desafio, considerando que 100% dos procedimentos que tramitam no Conselho Nacional de Justiça há algum tempo ocorrem exclusivamente no âmbito eletrônico.

Porém, no que respeita às atribuições de Conselheiro, a pandemia me trouxe um impacto gigantesco, considerando que coube ao CNJ padronizar a rotina de todo o Poder Judiciário brasileiro neste período de exceção, editando e fiscalizando o cumprimento de normativas sobre procedimentos, prazos, atos processuais, bem como sobre a rotina das serventias extrajudiciais.

“De uma hora para outra”, uma avalanche de estudos, reuniões de equipes multisetoriais, análises documentais, sessões deliberativas praticamente diárias passaram a compor minha rotina de trabalho, provocada não só pelas naturais destinações da função, como também pelas reivindicações envidadas por órgãos do Poder Judiciário, Seccionais e Subseccionais da OAB, associações de várias categorias profissionais, enfim, de todos que foram impactados pelas repentinas mudanças advindas com a pandemia.

Concomitantemente, surgiu, ainda o fenômeno das LIVES, no caso, as palestras transmitidas através de plataformas eletrônicas e que também preencheram intensamente minha rotina. Decerto, após as dezenas de LIVES que participei, posso afirmar que foram importantes instrumentos de disseminação de informações, dissipação de dúvidas, amadurecimento e melhoria de minha atuação do CNJ, diante das sugestões e críticas por mim percebidas.

Em suma, a pandemia me trouxe um acréscimo imponente de demanda de trabalho, seja no aspecto quantitativo, devido ao aumento das demandas, seja no qualitativo, com as novas reflexões que advieram desse fato ponderoso e ainda desconhecido.

De outro modo, no aspecto pessoal, meu grande desafio é de ordem ideológica. Mais que lidar com o isolamento, com as restrições empíricas, o que mais me impacta é a impossibilidade de realizar pequenos e comezinhos atos de outrora, como um simples abraço numa pessoa querida.

O medo de prejudicar, ferir, de ocasionar, de qualquer modo, uma consequência desastrosa a outrem, isso tudo que envolve o fenômeno COVID-19 não pode passar em vão! Será deveras triste, depois de tanta angústia, sofrimento, perdas, simplesmente em nada mudarmos.

Talvez o mundo tenha ficado mais silencioso para que possamos escutar mais a nós próprios, entendermos sobre nossas fragilidades, sobre as reais prioridades, sobre o que, de fato, é necessário para sermos felizes. O que queremos das pessoas, de nós mesmos, quando “passarmos pelo túnel”? O que fazer com a nova ordem, que invariavelmente será estabelecida no período pós-pandemia?

Entre tantas e tantas reflexões, tenho tentado, no dia a dia, refletir um pouco sobre a vida, valendo terminar com a sensibilidade de Cora Coralina, em “Saber Viver”

“Não sei… se a vida é curta
ou longa demais para nós,
mas, sei que nada
do que vivemos tem sentido,
se não tocamos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:
o colo que acolhe,
o braço que envolve,
a palavra que conforta,
o silêncio que respeita,
a alegria que contagia,
a lágrima que corre,
o olhar que acaricia,
o desejo que sacia,
o amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo,
é o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela não
seja nem curta, nem longa demais,
mas que seja intensa, verdadeira,
pura enquanto ela durar…”

Mario Paiva, advogado- “Esses tempos de pandemia nos impõe limitações. Ainda tentando me adaptar ao trabalho em casa, sem a rotina do escritório. É um mundo diferente , mas tem suas vantagens…economia de tempo e redução de gastos é uma delas.”

Claudia Sabino, advogada – “A pandemia tem sido um período de aprendizagem e muito trabalho!!! Estamos trabalhando muito mais!!!

Eu achava que esse período seria curto e que retornaríamos à rotina com rapidez, entretanto, estava muito enganada!!

Tivemos que nos reinventar, aprender a trabalhar em home office, ajudar os filhos nas atividades de educação à distância, tarefas domésticas acumuladas e aprender a viver em isolamento.

Descobrir novas rotinas, novas formas de convivência em família, tudo isso foi desafiador. Estamos convivendo 24 horas juntos! Dias de alegria, dias de tristeza, ânimo e desânimo, mas esse tempo intenso de convivência nos mostra que o amor, a união, a tolerância e a solidariedade são fundamentais e imprescindíveis nas relações familiares.

A distância dos amigos e dos parentes está sendo um dos pontos mais difíceis dessa pandemia. Vivemos sempre em contato com pessoas e esse isolamento nos traz também momentos de solidão e distanciamento, mas como vivemos nos superando, usamos a tecnologia para aproximar, fazendo das videochamadas a nova forma de contato e um meio de matar a saudade!

Esse tempo trouxe também a aproximação com a tecnologia. Hoje fazemos lives, reuniões, eventos e até mesmo audiências via videoconferência. E ouso dizer que esse novo modelo veio para ficar.

Participei essa semana do maior Congresso Digital do mundo, promovido pela OAB Nacional, com mais de 100 mil inscritos, palestrantes de todos os Estados do país e nomes internacionais. Isso tudo possibilitado pela tecnologia, que nos aproxima e nos possibilita participar de eventos com tamanha importância, sem sair de casa, isso é incrível!

A pandemia veio nos mostrar que vivemos em constante aprendizado e que precisamos nos reinventar! Redescobrir que nosso lar, nossa casa é o melhor cantinho que temos e que nos dá proteção e acolhimento!! Tenho fé que tudo isso vai passar e que vamos sair mais fortalecidos desse tempo difícil que estamos vivendo! Desejo saúde e muita paz para todos. Que Deus nos abençoe!!!”

Alessandro Kallil, advogado – “Minha experiência profissional e pessoal com a pandemia passou por uma reinvenção profissional e social. Antenado aos acontecimentos mundiais, percebi em meados de março do corrente ano que teríamos uma crise global, ao ponto de afetar, como afetou, nosso Estado do Acre, decorrente da pandemia do covid-19. Aonde avaliei que, a consequência seria a mudança nas relações interpessoais, forma de trabalho e reavaliação de prioridades tanto nossa, quanto de nossos clientes, todos fragilizados em decorrência do confinamento.

Imediatamente fizemos um planejamento estratégico que nos permitiu reinventar nossa forma de trabalho, o que possibilitou sustentar nossa equipe em sistema home office – para proteção individual -, mantendo a qualidade dos serviços prestados aos clientes, passamos ainda a fazer atendimento on line, bem como intensificamos a assessoria aos clientes desde o período inicial da pandemia, auxiliando na tomada de decisão assertiva em tempo real, garantindo segurança jurídica a nova realidade.

Com o decorrer dos meses percebi que o planejamento feito em março, realmente proporcionou um passo para frente em nosso negócio, uma vez que não nos retraímos.

Está evidente que a pandemia trouxe variados impactos à vida em sociedade, forçando adaptações e aprendizados na preparação para o novo normal. O que aconteceu com a vida pessoal também se aplica ao mundo laboral e ao contexto empresarial. A meu ver a sociedade tem obrigatoriamente que remodelar a forma de trabalho, seja adotando delivery ou o home office forçado, seja se reinventando para passar pela crise.

Percebam, em meio a um contexto de aumento de desafios e de preocupações com a saúde, tanto física quanto mental, das pessoas, acredito que várias das transformações abruptas de agora iram continuar no mundo pós-covid. No entanto, para que as evoluções aceleradas de agora não se percam, é necessário planejamento, fundamental também para os negócios.

Sei que não é possível prever o futuro, mas, mesmo assim, é possível traçar estratégias para se reinventar e se adequar ao que o novo normal reserva e, dessa forma, garantir sobrevivência agora e depois. E o planejamento estratégico é urgente. De acordo com Daniel Schwebel, gerente nacional da plataforma Workana, “corporações que não se adaptarem ao novo normal muito possivelmente enfrentarão problemas agora e mais adiante, que podem ir à falência”.

Posso afirmar que a única certeza que se tem no momento é a de que os negócios e as relações sociais não serão mais como antes!!!”

DICAS

** Imbróglio por cima de imbróglio esta semana na cidade e nas redes sociais.

**Campanha da Natura e a contratação do Rio Branco Futebol Clube foram os temas mais discutidos.

** Opiniões divergentes foi o que mais se viu. E viva a democracia!

** Acre é o 6° estado com maior número de casos de corona vírus, proporcionalmente.

** Um alerta para quem acha que tá tudo beleza, que nunca vai ser infectado e que tá tudo sob controle.

** Os cuidados e usos corretos da EPIs nunca são demais.

** Seguro morreu de velho.

**Um final de semana abençoado e feliz começo de agosto.

Assuntos desta notícia