Desembargadores mantêm cassação de Ilderlei Cordeiro; afastamento ocorrerá ainda essa semana

FOTO/ARQUIVO

O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE/AC) manteve a cassação do mandato do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, do MDB. O prefeito foi cassado em julho de 2019 e ainda estava no mandato por força de recurso contra a decisão de primeira instância.

A ação, movida pelo Ministério Público, foi acatada inicialmente pelo juiz da 4ª Zona Eleitoral, Hugo Torquato. Após ser cassado, Ilderlei recorreu do Pleno do TRE, mas não adiantou muita coisa, além de ele estar mantido no cargo de prefeito provisoriamente. Ilderlei contava que o julgamento não ocorresse antes do fim do mandato. Foi em vão.

Nesta quarta-feira, dia 12, o TRE/AC decidiu manter, integralmente, a decisão da primeira instância. A sentença lida pela desembargadora Denise Bonfim, teve ainda elogio à relatora do processo, a juíza Mirla Regina, que pediu a manutenção da cassação. Todos seguiram a relatora.

Agora que a Corte Eleitoral do Acre decidiu pela perda do mandato do emedebista, Ilderlei será afastado do cargo. Ainda cabe um recurso local ao prefeito cassado, que é o Embargo de Declaração, para questionar o julgamento da Corte. Contudo, não há certeza se estes serão julgados antes de findar o mandato.

ELEIÇÃO INDIRETA – Diante da cassação do prefeito Ilderlei Cordeiro, tão logo seja publicada a decisão no Diário da Justiça Eletrônico, o presidente da Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul, o vereador Clodoaldo Rodrigues, deverá assumir o comando do município.

Contudo, Clodoaldo só ficará no cargo até a eleição indireta que será convocada. O processo de escolha do novo prefeito será realizado internamente, entre os vereadores. Os partidos escolhem, em convenção, os candidatos, mas na hora do voto, só vale a opinião dos parlamentares, que, teoricamente, são representantes da população.

A expectativa é de que o MDB mantenha o comando da prefeitura e um aliado do ex-prefeito Vagner Sales. Fala-se que já há nomes como o do vereador Romário Tavares, ex-presidente da Câmara, ou mesmo do filho de Sales, pré-candidato à prefeitura, Fagner Sales. (Noticias da Hora)

Assuntos desta notícia