Segurança do Estado forma novos instrutores em sobrevivência policial

As Forças de Segurança do Acre ganharam neste sábado, 22, vinte novos instrutores em sobrevivência policial. Policiais Militares, Civis e Penais concluíram com uma aula prática no estande de tiro do Complexo Penitenciário de Rio Branco, o curso que incluiu instruções de atendimento pré-hospitalar tático, sobrevivência policial, armamento, tiro e fundamentos legais da ação policial.

O instrutor policial civil Juscelino Queiróz, explicou que agora os novos instrutores estão capacitados para aplicar o mesmo treinamento aos policiais em suas respectivas corporações. “Eles vão atuar como multiplicadores dessa técnica que aprenderam aqui. A determinação da Secretaria de Segurança é que o treinamento alcance três mil integrantes das forças policiais do estado”, disse.

Curso incluiu instruções de atendimento pré-hospitalar tático, sobrevivência policial, armamento, tiro e fundamentos legais da ação policial (Foto: Jairo Barbosa / Secom Acre)

Entre os novos instrutores, 18 são da capital e dois do interior: Cruzeiro do Sul e Tarauacá. José de Jesus Viana Souza, de 42 anos é policial penal e atua em Tarauacá. Com 12 anos de experiência na profissão, ele disse que a oferta de um treinamento de alto nível vai garantir um aperfeiçoamento individual e posteriormente coletivo para os colegas de onde reside, porque ele será o instrutor na próxima formação. “A responsabilidade aumenta mas recebi aqui uma capacitação que há muito tempo esperava. Volto motivado para continuar atuando da melhor maneira em favor da segurança pública”, comentou.

Durante as aulas práticas de tiros, cada policial efetuou cerca de 100 disparos, quatro vezes mais do que um policial civil disparou em todo o curso de formação, realizado pelas administrações passadas. O curso foi iniciado na última quarta-feira, 19, na  Escola do Servidor Penitenciário do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), na capital. (Jairo Barbosa / Secom Acre)

Assuntos desta notícia