Beth Passos Online 

*Dia 21 de setembro foi comemorado o Dia da Árvore. Que tenha sido feliz para você que é cheio de galhos. 

*Milhões de brasileiros conseguiram guardar segredo dos mil dólares.

Nos enganaram direitinho!

*No discurso pra ONU, o presidente Jair Bolsonaro:

Culpou indígenas por incêndios na Amazônia. 

Culpou a Venezuela por óleo no Nordeste. 

E disse que está pagando MIL DÓLARES de Auxílio Emergencial. 

Vergonha alheia meu pai!          

*A intuição é nosso “WhatsApp” com o coração ou Deus, preste atenção pois as mensagens são enviadas. Muitas vezes preferimos não ver.

*Fico literalmente derrotada quando tenho que explicar meme e post irônico.  

Não façam isso. Estou implorando! 

*Chama realmente a atenção o racismo de boa parte dos brasileiros contra a Magazine Luíza, por ter feito algo que inclua exclusivamente os negros.

Será que agora vão entender como os negros se sentem quando são excluídos de uma oportunidade de trabalho?

*Os preconceitos começam, inclusive, no uso do nome no masculino para mulheres. Mulheres são SOMMELIÈRES (pronuncia-se “someliérr”) e não sommeliers (pronuncia-se “someliê”). Mas um país que não aceitou o uso da palavra (correta) presidenta, é assim. Some-se isso ao racismo, tão estrutural quanto a misoginia. 

*Entre mulheres negras, a taxa de homicídio também aumentou 12,4% entre 2008 e 2018, e baixou em 11,7% entre mulheres não negras. O Atlas da Violência apontou que, em 2018, uma mulher foi assassinada no Brasil a cada duas horas. Naquele ano, 4.519 mulheres foram vítimas de homicídio, uma taxa de 4,3% a cada 100 mil mulheres. Desse total, 68% eram negras.

*Os peritos do INSS, não podem voltar ao trabalho.  Mas os professores e servidores podem voltar para as escolas, cheias de crianças, adolescentes e adultos. 

Os médicos são especiais. Os professores, servidores, auxiliar de serviços gerais são descartáveis. 

*Se não houvesse violência em nome de seus “direitos” e não contribuíssem para a disseminação de um vírus que, sem a colaboração de TODOS ou sem vacina para TODOS, os 7,5 bilhões de humanos, eu diria, SIM, a essa altura, eles que “lutem” (e se contaminem). Mas parece, SIM, que o problema GERAL é cognitivo. Pois toda hora precisamos voltar ao PONTO ZERO do que as pessoas minimamente informadas vêm repetindo, desde março, no mínimo: NÃO SE TRATA DE NÃO PEGAR, MAS DE NÃO TRANSMITIR. ENQUANTO HOUVER TRANSMISSÃO, HAVERÁ PANDEMIA.

*Há anjos que caminham entre nós disfarçados de amigos. Mas há demônios também. 

*Eu sou o caleidoscópio da mente. Eu transmito luz, cor e movimento perpétuo. Eu penso, eu vejo, eu sou movida por elétrica fluidez. Constante apenas na minha inconstância. Não sou prisioneira de influências terrenas, não sou reprimida por Objetivos inflexíveis, coercivos. Eu corro livre através de trilhas virgens.

Meu espírito inconquistado. E minha alma é eternamente livre.


 


Beth Passos é jornalista 

E-mail: [email protected]

Assuntos desta notícia