TRE empossa Leo de Brito e Pedro Longo nas vagas de deputados cassados

O Tribunal Regional Eleitoral deu posse na tarde desta sexta-feira, 2 de outubro, a Leo de Brito (PT) como deputado federal e Pedro Longo (PV) como deputado estadual. Eles assumem as vagas que eram ocupadas na Câmara Federal pelo pastor Manuel Marcos (PRB), e no Legislativo Estadual (Aleac), pela Doutora Juliana Rodrigues (PRB).

Leo de Brito foi empossado e demonstrou que terá muito entusiasmo na defesa dos interesses do povo acreano nas pautas em debate no Congresso Nacional (Foto: Cedida)

“A justiça foi feita, o Tribunal Regional Eleitoral e o Tribunal Superior Eleitoral confirmaram nossa vitória. Estou feliz de ter sido reeleito e poder representar mais uma vez o povo do meu estado. Agora é trabalhar pela educação, pela saúde, trazer benefícios para o Estado do Acre, sobretudo nesse momento tão difícil que o Brasil e o Acre estão passando com uma pandemia, e que precisa do esforço de todos, do poder legislativo, do poder judiciário, do governo estadual, para que a gente possa de fato fazer o melhor pela população. É uma honra poder trabalhar pelo povo do meu estado mais uma vez como deputado federal”, Leo de Brito.

Pedro Longo também enfatizou o papel da Justiça Eleitoral e afirmou que fará um mandato em defesa dos interesses da população acreana na Aleac.

Manuel Marcos e Juliana Rodrigues tiveram seus diplomas de deputados cassados e seus votos foram anulados, após decisão do Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no dia 22 de setembro. Recorrem, mas o Tribunal manteve a sentença. Eles haviam sido presos em dezembro de 2018, logo após as eleições, na Operação Santinhos da Polícia Federal.

Na recontagem dos votos, o TRE determinou a diplomação de Brito e Longo para ocupar as vagas deixadas pelos dois investigados. (DA REDAÇÃO A GAZETA)

Assuntos desta notícia