“Deixa de se fazer de coitado”, disparou Roberto Duarte para Minoru Kinpara

A noite deste sábado foi marcada pelo debate realizado de TV Gazeta – a única emissora de televisão que realizou o confronto dos candidatos a prefeito de Rio Branco.

“Deixe de se fazer de coitado. Ninguém está lhe atacando. Estou falando a verdade e continuarei falando. Você implementou a ideologia de gênero da Ufac, por meio da resolução 007, de 02 de fevereiro de 2016, autorizando acesso aos banheiros conforme a identidade de gênero. Isso significa dizer que homens podem adentrar livremente nos banheiros das mulheres, e vice versa”, disse Roberto Duarte a Minoru Kinpara.

Durante seu posicionamento, Roberto Duarte questionou os telespectadores se é esse tipo de prefeito que querem para conduzir os destinos de Rio Branco. “Eu não vou permitir que esse candidato submeta nossas crianças e as famílias cristãs a situações como esta”, referendou.

Em outro momento de destaque no debate, Roberto Duarte falou que até bem pouco tempo, a prefeita e candidata a reeleição, Socorro Neri, estava no palanque do Lula, gritando Lula livre e que ela deve a curta carreira política ao petista Marcus Alexandre. Hoje, ela está aliada a um ex-inimigo político, Gladson Cameli. O partido dela pede a cassação do presidente Bolsonaro. O candidato do MDB perguntou porque ela tenta limpar o seu passado vermelho?

“Eu tenho lado e quando digo isso é porque eu sou contra a ideologia e gênero, sou a favor da família e valores cristãos, sou contra o aborto, sou radicalmente contra a erotização infantil e tantas outras coisas que os comunistas defendem. Eu não faço política com oportunismo”, destacou Roberto Duarte.

A prefeita Socorro Neri perguntou ao candidato Roberto Duarte de onde ele vai conseguir recursos para realizar as propostas como o Crédito Popular, Bolsa Emergencial e pavimentação das ruas de Rio Branco.

“Convido a prefeita e candidata à reeleição Socorro Neri a ler o meu Plano de Governo para saber como serão implementadas as nossas propostas. Eu farei uma gestão com transparência e zelando pelo dinheiro dos pagadores de impostos. Se não roubar, dá pra fazer. É só não comprar álcool em gel superfaturado. Não vamos desperdiçar o dinheiro público e nem comprar o litro de álcool em gel a R$ 44. Temos uma nota fiscal da aquisição de máscara para proteção e álcool em gel no valor de R$ 2,5 milhões, que pagaria um terço do programa Bolsa Emergencial, que custará cerca de R$ 7,5 milhões por ano”, explicou Roberto Duarte.

Ao longo do debate, Roberto Duarte se posicionou sobre temas diversos como saneamento, educação, produtor rural e turismo. Ao final, o candidato agradeceu à Deus, ao apoio da família, em especial da esposa, Paula Martinello e disse que vai governar diferente das últimas gestões. “Eu vou trabalhar do bairro para o centro da cidade. É hora de mudar, quero mostrar que dá pra fazer mais e melhor por nossa cidade”, finalizou.(Assessoria)

Assuntos desta notícia