Polícia Civil deflagra Operação Sentinela, de combate ao narcotráfico

A Polícia Civil do Acre, por meio da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (Denarc), com apoio da Delegacia-Geral de Cruzeiro do Sul (DGCZS), Delegacia-Geral de Tarauacá, Delegacia-Geral de Manuel Urbano, do Departamento de Polícia Civil da Capital e do Interior (DPCI) e da Coordenação de Operações e Recursos Especiais (Core), deflagrou na manhã desta sexta-feira, 4, a Operação Sentinela.

A Polícia Civil do Acre deflagrou na manhã desta sexta-feira, 4, a Operação Sentinela (Foto: Cedidas)

Na ocasião foram cumpridos dez mandados de prisão, oito de busca e apreensão e apreensão de dez veículos, além de bloqueio de contas bancárias.

Os mandados judiciais, expedidos pela 3° Vara Criminal da Comarca de Rio Branco, foram cumpridos na capital, Manuel Urbano e em Cruzeiro do Sul. Foram presas dez pessoas ligadas diretamente com o crime de tráfico e associação para o tráfico de drogas, além de lavagem de dinheiro.

O trabalho investigativo, que durou cerca de seis meses, identificou uma associação de narcotraficantes que operava no transporte de grandes quantidades de drogas e munições de Cruzeiro do Sul para abastecer a capital Rio Branco, utilizando automóveis e caminhões. A exemplo da apreensão de 93 kg de maconha, mais de cem munições para pistola e revólver e 260 munições para fuzil do tipo AK-47, foram apreendidas no dia 28 de agosto em Feijó.

Em Cruzeiro do Sul foram presas cinco pessoas, responsáveis pelo sequestro de um caminhão tipo guincho e sete veículos de passeio. Em Manuel Urbano foi preso um traficante, com alto poder de articulação, que se deslocava de Rio Branco para Cruzeiro do Sul, bem como foi apreendido um veículo; em Tarauacá foi apreendido um veículo; e, em Rio Branco, quatro pessoas foram presas, sendo uma delas traficante, também com alto poder de articulação.

Polícia Civil agradece o empenho que o Ministério Público e Poder Judiciário apresentaram para o êxito da Operação Policial, demonstrando total apoio às ações da Polícia Judiciária. (Sandro de Brito / Secom Acre)

Assuntos desta notícia