ARTIGO – Resenha da vacina 

Tentando ser uma “realista esperançosa”, como dizia o Ariano Suassuna, mas tem duas coisas que tenho pensado sobre a vacina, apenas questões numéricas de lógica e de “logística”:

– Quando dizem “2 milhões de doses chegaram em tal cidade”, lembro que esse número só conseguirá imunizar 1 milhão de pessoas, já que cada pessoa precisa de 2 doses.

– Se a vacina só tem eficácia com 2 doses, não adianta iniciar a vacinação no grupo 2 antes da segunda dose ser aplicada no grupo 1 e assim por diante. Caso o Brasil não consiga um número expressivo de doses de vacina, existiria o risco de iniciar a vacinação no grupo 2 e depois não ter vacinas suficientes para a segunda dose do grupo 1, o que invalidaria a vacina no grupo 1.

A população brasileira é de 211 milhões e 800 mil habitantes.

Doses de vacinas necessárias: 423 milhões e 600 mil.

Quantas doses o Brasil tem até o momento:

  • 6 milhões (capacidade de vacinar 3 milhões de pessoas).

Pra imunizar a população brasileira em 6 meses precisaríamos vacinar aproximadamente:

  • 70 milhões e 600 mil pessoas por mês, ou seja, 395 mil pessoas por dia.

Depois de uma travessia de tanta luta e dor, agora mais fortalecidas (os) pela esperança real de sermos imunizadas (os), devemos continuar com os cuidados indicados pela Organização Mundial de Saúde, evitando aglomerações pois não há vacinas para todos, nem previsão de quando haverá a segunda dose, muito menos a terceira.


Beth Passos é jornalista

E-mail: [email protected]


Assuntos desta notícia