Acre registrou 8,6 mil casos suspeitos de dengue até 6/2; equipes do MS fazem visita técnica hoje

Com o objetivo de combater a proliferação do mosquito Aedes aegypt, zika e chikungunya, a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do departamento de Divisão de Vigilância Ambiental (DVS), vem acompanhando de perto a situação de cada município, realizando monitoramento, capacitações e assessoramento técnico.

De acordo com o chefe da Divisão de Vigilância Ambiental, Gabriel Mesquita, o Estado vem emitindo o boletim da Vigilância Epidemiológica por meio do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), onde o monitoramento ocorre em tempo real.

“Estamos acompanhando cada regional, emitindo boletins desde de 2020, alertando para a situação que acontece hoje, o Estado não foi omisso nesta importante questão, mesmo com toda a pandemia fizemos reuniões virtuais com representantes dos municípios, além de passarmos todos os dados epidemiológicos”, afirma Gabriel Mesquita.

Ainda segundo Gabriel Mesquita, nesta terça-feira, 16, duas equipes do Ministério da Saúde estarão no Estado realizando uma visita técnica para contribuir nas ações epidemiológicas dos municípios.

“Buscamos apoio junto ao Ministério da Saúde, que se sensibilizou com nossa situação. Na terça, teremos duas equipes, uma ficará em Rio Branco e outro irá para o Juruá. O Estado irá acompanhar toda a visita técnica do Ministério da Saúde”, disse. (Juliana Queiroz / Agência Acre)

Conforme se pode atestar do boletim epidemiológico atualizado até a data de 6 de fevereiro, 5ª Semana Epidemiológico de 2021, o Estado contabilizou 8,6 mil casos suspeitos da dengue notificados junto à Sesacre. Confira abaixo:

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO
Assuntos desta notícia