Administração do Tribunal de Justiça é empossada para o Biênio 2021-2023

A Nova Administração do Tribunal de Justiça do Acre (TJ/AC), para o biênio 2021-2023, foi empossada nesta sexta-feira, 5. Tomou posse no cargo de presidente a desembargadora Waldirene Cordeiro; de vice-presidente o desembargador Roberto Barros; e de corregedor-geral da Justiça o desembargador Élcio Mendes. Os novos dirigentes foram escolhidos para os respectivos cargos, por unanimidade, durante sessão do Pleno Administrativo, em 14 de outubro de 2018.

Em decorrências das regras sanitárias estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), devido a pandemia causada pela COVID-19, a solenidade ocorreu de forma híbrida. Apenas os empossados e o desembargador Francisco Djalma estiveram presentes. Os demais desembargadores e autoridades convidadas participaram virtualmente.

Natural de Rio Branco, a desembargadora Waldirene Cordeiro passa a ocupar a 34ª presidência do TJAC, sendo a sexta mulher no cargo presidencial. Antecederam as desembargadoras Eva Evangelista, Miracele Borges, Izaura Maia, Cezarinete Angelim e Denise Bonfim.

Desembargadora Waldirene Cordeiro assume a 34ª presidência do TJAC, sendo a sexta mulher a ocupar o cargo (Foto: Gecom TJ/AC)

Discurso

Em seu discurso, a presidente empossada do TJAC, desembargadora Waldirene Cordeiro, iniciou salientando sobre o momento epidêmico do novo coronavírus, lamentando sobre o alto número de mortes. Ela agradeceu a compreensão de todos pela a impossibilidade da presença física em um momento de grande importância e fez referência aos seus familiares e amigos.

A nova presidente agradeceu nominalmente a cada desembargador que a escolheram para estar à frente na missão de dirigir o Poder Judiciário Acreano pelos próximos dois anos, fez referência aos juízes, equipe de trabalho e servidores, além de agradecer ao desembargador Francisco Djalma, Laudivon Nogueira e Júnior Alberto, e desejar aos novos vice-presidente e corregedor-geral, sabedoria na trajetória.

A presidente ressaltou sobre sua trajetória profissional e que dará continuidade aos projetos e ações de interesse da Justiça e da sociedade acreana, mas pretende recriar e reinventar estratégicas voltadas ao fortalecimento do judiciário acreano.

“Na jornada que nos guarda, almejamos executar estratégicas para uma atuação colaborativa e participativa das unidades judiciais e administrativas, com foco na otimização dos recursos financeiros, melhoria dos fluxos e procedimentos de trabalho, desenvolvimento e valorização do nosso capital humano, melhoria do clima organizacional e estimulação da gestão por competência, desempenho e meritocracia”, ressaltou.

Assumindo a gestão durante processo do Planejamento Estratégico para 2021/2026, a desembargadora-presidente garantiu apresentar, em cem dias, o planejamento mediante contribuição de magistrados e servidores e em consonância com as estratégicas nacionais definidas pelo Conselho Nacional de Justiça na Resolução Nº 325/2020.

“Acredito que juntamente com os colegas hoje empossados, atuaremos em prol de uma administração ética e responsável. Não posso deixar de mencionar a equipe valorosa que nos auxiliará no decorrer do biênio. A Justiça só funcionará se todos estiverem imbuídos de um único propósito”, acrescentou.

Solenidade

A Sessão Solene de Posse da nova Cúpula Diretiva do TJ/AC foi aberta pelo então desembargador-presidente Francisco Djalma, que na oportunidade despediu-se do cargo ressaltando a sensação de dever cumprido e sentimento de gratidão aos desembargadores, juízes, servidores e instituições parceiras ao longo de sua gestão.

“Passado esse lapso temporal retromencionado, tenho para mim que, dentro das possibilidades orçamentária-financeira, procurei cumprir com as obrigações relativas à administração, observando-se, neste particular, os princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência, consoante assim preceitua o Art. 37, caput, da Constituição Federal”, disse.

O desembargador citou as dificuldades, os serviços executados e a alegria da conquista do título Selo Ouro do Prêmio CNJ de Qualidade, colocando o Poder Judiciário do Estado do Acre em igualdade de competição com grandes tribunais do país.

“Encerro minhas palavras, insistindo na afirmação de que devemos sempre dialogar e trabalhar nas virtudes, conhecendo e aperfeiçoando a instituição, para que se tenha um Poder Judiciário forte, uma sociedade justa e um quotidiano livre de quaisquer ofensas as integridades físicas e liberdades de ir e vir”, concluiu.

Ato de posse

Após o pronunciamento, ocorreu o ato de posse da nova presidente. Ela foi conduzida ao juramento e, após empossada, conduziu a sessão e deu posse ao vice-presidente, desembargador Roberto Barros, e ao corregedor-geral da Justiça, desembargador Élcio Mendes.

O Termo de Posse dos novos dirigentes das Câmaras, Escola do Poder Judiciário (ESJUD), e dos Juizados foi assinado virtualmente.

Saudação

A desembargadora Denise Bonfim fez a saudação aos novos dirigentes e enfatizou que a desembargadora-presidente Waldirene Cordeiro fará uma gestão profícua e exitosa.

“A tranquilidade dessa minha afirmação repousa em recente e grata oportunidade em que trabalhamos juntas, quando vossa excelência conduziu a Corregedoria-Geral da Justiça, durante o biênio que presidi esta Corte. Sou grata pela sua dedicação e pelo êxito na empreitada”, disse.

A desembargadora também comentou que a nova presidente terá ao lado dois magistrados, os desembargadores Roberto Barros e Élcio Mendes, com ideias inovadoras, que conhecem de perto todas as comarcas e carregam vasta experiência em gestão pública.

Homenagens

Em seu pronunciamento, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/AC), Érick Venâncio, agradeceu a gestão anterior pela boa relação institucional e reafirmou a relevância do Poder Judiciário.

A procuradora-geral da Justiça do Acre, Kátia Rejane, falou ser uma honra participar da solenidade de posse, parabenizou aos dirigentes anteriores do TJAC, agradeceu ainda a parceria entre as duas instituições em prol dos jurisdicionados e desejou êxito aos empossados. Colocou o MP à disposição do TJAC para celebrar novas parcerias e continuar levando justiça e paz à sociedade.

O governador Gladson Cameli enfatizou que ninguém governa sozinho, citou sobre a independência dos poderes, da democracia, agradeceu a gestão do desembargador Francisco Djalma, desejou sabedoria e união à Nova Administração. (Gecom TJ/AC)

Assuntos desta notícia