Pular para o conteúdo

ASMR: Sons tranquilizam a mente e ajudam a curar insônia e ansiedade

A Resposta Sensorial Autônoma do Meridiano, sigla inglesa de Autonomous Sensory Meridian, atua como uma “massagem cerebral” e está relacionada às sensações agradáveis geradas no corpo a partir de estímulos externos, dando a sensação de relaxamento causada pela resposta cerebral aos ruídos.

Embora possam parecer sonolentos para alguns, os vídeos de ASMR são muito populares, recebendo regularmente milhões de visualizações. O grande volume de acessos é atribuído à capacidade dos vídeos de estimular algo chamado Resposta Sensorial Autônoma do Meridiano.



Sons tranquilizam a mente e ajudam a curar insônia e ansiedade (Foto: Ilustrativa)

A técnica está se tornando cada vez mais popular em todo o mundo e entre as celebridades, por proporcionar aos adeptos a sensação de bem-estar físico ao ouvir sons suaves e repetitivos. Tudo, desde o som das páginas de um livro sendo viradas lentamente até o ato de mascar chiclete, a abertura de um pacote de batatas fritas, escovar o cabelo, dobrar toalhas, sussurrar ou tocar com os dedos, pode desencadear a resposta.

A Associação Brasileira do Sono é muito clara sobre o efeito dos vídeos ASMR, relacionando-os à concentração que geram, já que não há comprovação científica de que eles alterem algum mecanismo cerebral.

Os vídeos ASMR podem variar em duração, de 15 minutos a quase três horas. Eles são projetados para serem longos o suficiente para permitir que o espectador relaxe e até adormeça enquanto os assiste.

Entre os possíveis benefícios estão relaxamento, controle de ansiedade e alívio da insônia. Assistir a um vídeo ASMR pode reduzir significativamente a frequência cardíaca, processo que pode imitar o relaxamento que ocorre naturalmente quando a pessoa adormece, ao mesmo tempo que reduz os níveis de estresse.

Para tanto, pesquisadores realizaram exames de ressonância magnética em participantes para ver se essa tendência de “misturar” experiências sensoriais pode se originar no cérebro. Ao comparar indivíduos que experimentam ASMR contra pessoas-controle, eles descobriram que aqueles com ASMR aumentaram a conectividade em certas regiões do cérebro e reduziram a conectividade em outras – especificamente entre os lobos frontais e as regiões sensoriais do cérebro.

Essa conectividade reduzida pode facilitar a ocorrência de associações sensório-emocionais quando uma pessoa encontra um gatilho ASMR.

De acordo com pesquisa britânica da Universidade Swansea, os gatilhos preferidos pelos adeptos são sussurros (75%), atenção pessoal (69%), sons nítidos (bater as unhas em objetos, arranhar etc.) (64%), sons vagarosos (53%), sons repetitivos (36%), risos (13%), barulho de avião (3%), barulho de aspirador de pó (2%) e gargalhada (2%). Entre os benefícios estão relaxamento (98%), promoção do sono (82%) e diminuição do estresse (70%).

error: Conteúdo protegido!!!