Polícia Civil prende mais um suspeito por participação em ataques na Cidade do Povo

Após minucioso trabalho investigativo, a Polícia Civil do Acre por meio da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), prendeu, na manhã desta quarta-feira, 5, no bairro Vitória, L. C. de A. de 20 anos. O investigado é responsável por coordenar ataque a rivais ocorrido no conjunto habitacional Cidade Povo.

O acusado, que tem envolvimento com uma organização criminosa, foi apontado como um dos responsáveis pelas ações criminosas ocorridas no conjunto habitacional Cidade do Povo. Além dele, a Policia Civil já prendeu quatro integrantes da organização que também participaram da ação criminosa.

Agentes da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa realizam um trabalho minucioso de investigação e chegaram a mais um suspeito de participação dos ataques ocorridos em 5 de abril (Foto: Ascom Polícia Civil)

O investigado foi preso em uma residência localizada no bairro Vitoria, parte alta da cidade onde estava escondido desde o cometimento do crime. O local onde foi preso passou por minuciosa revista para coletar elementos que possam comprovar a autoria de outros delitos.

Ele também é investigago pelo cometimento de vários homicídios ocorridos antes da data do confronto ocorrido em 05 de abril deste ano.

O faccionado é considerado pela Polícia Civil como um indivíduo de alta periculosidade, já que figura como partícipe de várias ações criminosas ocorridas na capital acreana nos últimos cinco anos. Em um desses casos ele foi um dos autores de disparos de armas de fogo ocorrido dia 05 de abril de 2021, a exatos 30 dias, após esse ataque a policia civil já identificou e prendeu três envolvidos na ação criminosa.

A época dos fatos, os bandidos ainda roubaram uma caminhonete e uma motocicleta para a fuga. Alguns metros depois, eles abandonaram os veículos e conseguiram fugir do local. A polícia recuperou os veículos roubados, mas nenhum dos criminosos foi preso.

O envolvimento do acusado com o crime organizado já foi comprovado pela sua aparição em vídeo onde o mesmo empunha arma de fogo e realizava disparos. O preso foi encaminhado a DHPP para procedimento praxe onde será interrogado pelo delegado que preside o inquérito, Cristiano Bastos, e em seguida será colocado à disposição da justiça. (Ascom Polícia Civil)

Assuntos desta notícia