Polícia prende boliviano suspeito de integrar grupo de puxadores de caminhonetes em Plácido de Castro

Ao final da tarde da última sexta-feira, 7, forças de segurança lograram êxito em prender, na Rua Raimunda Pena, um cidadão boliviano, de 47 anos, quando tentava atravessar para Vila Eco Morales, território Boliviano.

O homem já vinha sendo investigado pela Polícia Civil por ser o elo de ligação do grupo de puxadores de caminhonetes no país vizinho.

A função do investigado era agenciar os veículos roubados no Brasil e viabilizar a entrada deles na Bolívia.

O investigado já possui passagem pela polícia e já é indiciado por furto e corrupção de menores. Ele é peça chave no esquema de roubos de caminhonetes na fronteira Brasil-Bolívia. De acordo com a polícia, é ele quem recepta os veículos e contrata os puxadores, já em território boliviano, para que as caminhonetes sejam levadas à cidade boliviana de Ribeiralta, de onde os carros são vendidos para toda a Bolívia.

A ação foi ainda um desdobramento da Operação Carretera Cerrada, deflagrada pelas Polícias Civil e Militar para desmantelar um grupo especializado em roubos de camionetes na fronteira.

Em atenção às normas internacionais, já que a prisão envolve cidadão estrangeiro, a Polícia Civil do Acre já comunicou ao consulado boliviano o cumprimento do mandado judicial. (Ascom Polícia Civil do Acre)

Assuntos desta notícia