Pular para o conteúdo
Beth Passos
Beth Passos é comunicadora, produtora, assessora de imprensa e empresária. Email: [email protected]

A guerra silenciosa

O Médico norte-americano Anthony Fauci, líder da força-tarefa contra a pandemia de Covid-19 nos EUA, alerta que o Brasil deve considerar lockdown. Disse ainda que “A variante Delta do coronavírus também pode infectar pessoas que foram vacinadas, além de transmitirem o vírus a outras pessoas”.

Em entrevista concedida à MSNBC Fauci voltou a TV aberta americana e diante de suas palavras, colocou em dúvida o passaporte de vacinação. Ele foi questionado sobre as novas diretrizes do CDC que, há três dias, reinstaurou a obrigatoriedade de uso de máscara em ambientes fechados até mesmo para pessoas vacinadas. “Nenhuma vacina é 100% eficaz, porque o vírus mudou”, explicou Fauci, reiterando que “a variante Delta mudou totalmente o cenário”. “Os dados de mutação que temos disponíveis hoje mostram que o nível de infecção nas mucosas de uma pessoa vacinada é o mesmo de uma pessoa não vacinada”. Fauci fez um apelo “é preciso que a maioria das pessoas neste país se vacinem. Há 100 milhões de pessoas nos Estados Unidos que ainda não foram vacinadas. “As pessoas não percebem uma coisa: enquanto houver alta circulação do vírus entre pessoas não vacinadas, damos ao vírus a chance de variar ainda mais e arriscar uma variante pior do que o Delta, uma variante que nem mesmo os vacinados poderiam lidar”.

Através da análise do CDC, Fauci revelou que a carga viral de uma pessoa vacinada e infectada pela variante Delta, é exatamente igual a carga viral presente em uma pessoa não vacinada. Os dados são claros: obrigar o passaporte de vacinação nestas condições, só demonstra incoerência e má-fé!

Ainda segundo suas palavras “Agora a onda é entre os não vacinados”. Ainda não se sabe o que acontecerá depois dos jogos olímpicos, pois muitos fatos estão sendo omitidos para não prejudicar o andamento da Olimpíada de Tóquio e todos os dias há registro de contaminação entre os atletas já vacinados.

 

Beth Passos

Jornalista