Pular para o conteúdo
evento será online

Campanha contra o racismo será lançada nesta segunda, em Rio Branco

Lançamento, no Acre, ocorre na segunda-feira, dia 12. Atividades encerram na sexta, 16

Do total de mortes violentas no Brasil, 75% foram de pessoas negras, entre 15 e 29 anos, em 2019. Os dados são do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (IPEA) que reforçam a importância de discutirmos o combate ao Racismo.

Os povos tradicionais, como os indígenas e quilombolas, também sofrem com ataques que vão desde expressões pejorativas à luta pelo direito à prática religiosa e pelo território.

Diante desse cenário, a Associação Nacional das Defensoras e Defensores Públicos (ANADEP) está com a campanha “Racismo se combate em todo lugar – Defensoras e Defensores pela equidade racial” que será lançada no Estado, pela Associação das Defensoras e Defensores Públicos do Acre (ADPACRE) na segunda-feira, 12, às 19h, em uma live no instagram @adpacre.

Todas as atividades serão realizadas virtualmente em razão da pandemia de Covid-19.

Participam da live de lançamento da campanha no Acre, a diretora-presidente da ADPACRE, defensora Aryne Cunha, a diretora-presidente da ANADEP, defensora Rivana Ricarte, os membros da Comissão de Igualdade Étnico-Racial da ANADEP, defensora Cláudia Aguirre e defensor Rafael Pinto.

Na segunda atividade da programação, que se estende por toda a semana, a diretora-presidente, Aryne Cunha, participa de um bate-papo com o diretor vice-presidente da ADPACRE, Antônio Araújo. A conversa será transmitida pelo instagram @adpacre, na quinta-feira, às 19h30.

Pra finalizar, a ADPACRE lança o vídeo  “Representantividade Negra, Indígena e Amazônica” com depoimentos de lideranças de movimentos antirracistas do Acre.

Para a diretora-presidente da ADPACRE, Aryne Cunha, o lançamento da campanha no Estado visa o fortalecimento da construção de uma cultura mais igualitária e tolerante, destacando que a sociedade conta com os Defensores Públicos do Acre na defesa da equidade étnico-racial.

Ela ressaltou ainda que as defensorias de todo o país, atuam na assistência jurídica de pessoas vulneráveis e a missão é justamente promover a redução das mazelas sociais como a desigualdade e o preconceito de qualquer tipo.

“Diariamente, nos deparamos com situações que retratam o quanto ainda é necessário avançar na promoção da equidade étnico-racial. Todos precisam estar comprometidos no propósito de desenvolver uma cultura de maior justiça social, igualdade, inclusão e tolerância.” – declarou.

No Acre, o atendimento para casos de racismo ou injúria racial é realizado pelo subnúcleo de Direitos Humanos 1, da Defensoria Pública. Por causa da Pandemia, os atendimentos estão sendo realizados pelo whatsApp no (68) 99949-5525 ou pelo email [email protected] Para tirar dúvidas, a população conta ainda com o (68) 3215-4185.

Ao sofrer racismo ou injúria racial, é importante reunir provas, que podem ser fotos, vídeos, dados do(a) agressor(a), testemunhas, detalhes do local onde aconteceu a discriminação, anúncios e reportagens que possam comprovar
o ato ilícito.

Em seguida, a vítima deve procurar uma Delegacia de Polícia e registrar boletim de ocorrência. Isso vale também para o racismo pelos meios virtuais. O próximo passo é comparecer à Defensoria Pública com toda a documentação para que sejam tomadas as medidas jurídicas cabíveis.

Outro importante canal de denúncia é o Disque 100, Disque Direitos Humanos. As denúncias podem ser anônimas ou, quando solicitado pelo(a) denunciante, é garantido o sigilo da fonte das informações. O serviço de atendimento telefônico é gratuito, funciona 24 horas por dia, nos sete dias da semana.

As denúncias recebidas são analisadas, tratadas e encaminhadas aos órgãos responsáveis.

“Todos precisam estar comprometidos no propósito de desenvolver uma cultura de maior justiça social, igualdade, inclusão e tolerância”, declarou a diretora-presidente da ADPACRE, Aryne Cunha, declarou que (Foto: Assessoria)

Confira a programação:

Segunda- feira, 12 – Live de lançamento da Campanha Nacional da ANADEP no Acre “Racismo se combate em todo lugar- Defensoras e Defensores Públicos pela equidade racial”

Onde? Instagram @ADPACRE
Horário? 19h30

Quinta-feira, 15 – Live Experiências – Diretora-Presidente da ADPACRE, Aryne Cunha, conversa com o vice-presidente da Associação, Antônio Araújo.
Onde? Instagram @ADPACRE
Horário? 19h30

Sexta-feira, 16 – Divulgação de vídeo com depoimentos de lideranças de movimentos antirracistas “Representantividade Negra, Indígena e Amazônica”.

Onde? Instagram @ADPACRE
Horário? 19h30