Pular para o conteúdo
Covid-19

Rio Branco ainda não tem previsão para campanha anual de vacinação, diz secretário de Saúde

Apesar de fazer fronteira com outros países, o Acre não vislumbra no momento essa possibilidade e aguarda posicionamento do Ministério da Saúde

O governo do estado de São Paulo informou que vai iniciar uma campanha de vacinação anual contra o coronavírus a partir de 2022, como já acontece com o vírus da gripe, H1N1. Apesar de fazer fronteira com outros países, o Acre não vislumbra no momento essa possibilidade e aguarda posicionamento do Ministério da Saúde. Na capital, o Secretário Municipal de Saúde declarou que a gestão está focada em vacinar toda a população e só então avaliar as necessidades futuras.

“O coordenador nacional do Pláno de Imunização é o Ministério da Saúde e nós somos signatários desse plano. Temos que ter prudência e não tratar vacina com política, eu prefiro, como secretário municipal e especialista em saúde pública, primeiro cumprir a primeira etapa que é vacinar todos os riobranquenses com primeira e segunda dose e depois disso avaliar junto com a equipe técnica do Ministério da Saúde a necessidade futura”, declarou Frank Lima.

“Nesse momento que a gente não sabe nem qual vai ser o resultado efetivo dessas vacinas, como eu vou programar um plano para o ano que vem? Tem toda uma situação, nós estamos lidando com vacinas novas, então dar um passo à frente assim sem fazer uma avaliação é precipado e [anunciar uma campanha para o ano que vem] atrapalha porque nós ainda temos em Rio Branco 46% da população que ainda não recebeu a primeira dose, então não é prudente”, finalizou Lima.

Segundo dados da Semsa, Rio Branco está à frente das capitais do país no ranking de vacinação. Enquanto a média nacional é de 40% de pessoas vacinadas com a primeira dose, a capital acreana já alcançou a marca de 56% da população vacinada com primeira dose e 18% com a segunda.