Pular para o conteúdo
Rixas internas

“Infelizmente, o partido caminha para vários lados, mas não para o mais coerente”, avalia Roberto Duarte sobre condução do MDB

Deputado defende que o partido monte chapas proporcionais, antes de pensar em lançar candidaturas majoritárias

Insatisfeito com a condução interna da direção do MDB, no quesito organização de chapas para as eleições de 2022, o deputado estadual Roberto Duarte tem se manifestado na defesa de que, antes de pensar em lançar candidaturas majoritárias, o partido deveria pensar em fortalecer sua base, montando as chapas proporcionais a deputado estadual e federal.

“Eu tenho dito que o MDB já deveria estar trabalhando, há mais de um ano, as chapas de candidatos a deputado estadual e a deputado federal, porque esses são a base para a composição ou mesmo a formação de uma chapa majoritária. Mas, infelizmente, a gente vê hoje o nosso glorioso MDB lançando candidaturas ao Senado e a vice, e esquecendo que, para ter uma chapa majoritária ou participar de uma chapa majoritária, nós precisamos primeiro ter a base disso, e a base são as candidaturas de deputados estadual e federal”, ponderou Duarte.

De acordo com ele, até o momento, o que se vê é a movimentação da deputada federal Jessica Sales, tendo já inclusive declarado que pretende concorrer ao Senado, indicada por seu pai, Wagner Sales; e o deputado federal Flaviano Melo pretendendo compor a chapa à reeleição do governador Gladson Cameli, como candidato a vice-governador.

O deputado considera a situação “preocupante”, visto que, ao invés de continuar crescendo, o partido pode “diminuir”, nas próximas eleições, se permanecer desarticulado. “Ainda não temos nomes para eleger a deputado, nem federal e nem estadual, e isso é preocupante, dentro de uma composição partidária. Infelizmente, o partido caminha para vários lados e não caminha para o mais coerente que, a meu ver, é o de se formar uma base para depois lutar por uma candidatura majoritária”, reafirmou.

Atualmente o MDB do Acre tem três deputados estaduais, dois deputados federais, um senador da República, cinco prefeitos, 40 vereadores e executivas municipais estruturadas, em todos os municípios do Estado.

Roberto Duarte pretende ser candidato a deputado federal, nas eleições de 2022, mas disse que aguarda as próximas movimentações do partido para definir seu futuro político.