Pular para o conteúdo
CULTURA

FETAC realiza II Semana do Teatro 2021 oferecendo ao público uma forma segura de entretenimento

A FETAC se lança em mais um desafio, que é fazer teatro em tempos de pandemia: vem aí a II Semana do Teatro 2021! Após realizar, em março, uma edição totalmente on-line, buscando oferecer ao público uma forma segura de entretenimento e cultura, a federação retoma os festivais presenciais.

“É um desafio grande realizar esse festival. Estamos em um novo momento da pandemia da Covid-19, com a vacinação já mais avançada no Acre, o que abre a possibilidade de realizar ações presenciais, sem descuidar dos protocolos sanitários, como uso de máscaras, distribuição de álcool 70 e agendamento prévio. A federação vem buscando atender aos anseios dos artistas e do público, ambos ávidos por fazer e por consumir arte”, comenta Dinho Gonçalves, produtor do festival e tesoureiro da FETAC.

O festival é financiado pela Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc (LAB), que foi uma grande conquista do movimento cultural nacional, que pressionou os governos por apoio durante o período mais duro da pandemia, quando houve a necessidade de isolamento social e as atividades presenciais foram totalmente suspensas.

De 16 a 21 de agosto, através do edital 02/2020 – Arte e Patrimônio, da Fundação Elias Mansour, a FETAC disponibilizará ao público rio-branquense uma intensa programação, com 16 espetáculos, performances e/ou lives de grupos como Teatro GPT e Vivarte, que estão na federação desde os anos de 1990, assim como aqueles filiados mais recentemente, como Palhaço Microbinho e sua Trupe, além de trabalhos independentes.

A II Semana contará ainda com o lançamento presencial da publicação “FETAC e o Teatro Acreano” e apresentações de outras linguagens artísticas, o que é uma tradição na história da FETAC. Música, dança, exposição coletiva de obras de artistas visuais acreanos, coordenada pela Associação de Artistas Plásticos do Acre (AAPA), e exibição do longa metragem acreano “Empate”, do cineasta Sérgio de Carvalho, enriquecerão a programação e promoverão o intercâmbio cultural.

“Quando não podíamos estar nos teatros, a FETAC se reinventou e se conectou virtualmente com seu público. Foi um renascimento, quando a pandemia impediu que festivais seguissem o formato tradicional. Mesmo sabendo das perdas importantes para público e atores na versão on-line, colocamos a vida humana em primeiro lugar e abraçamos a opção que tínhamos para não deixar a cena morrer. Agora, com o financiamento da LAB, conquista suada do movimento artístico, estamos felizes por retornar aos palcos, dinamizando os espaços culturais de Rio Branco e retomando o contato entre artista e público, tão fundamental quando falamos em teatro”, reforça Lenine Alencar, coordenador do festival e presidente da FETAC.

A programação do festival, bem como as sinopses de todas as atividades que a compõem, se encontram disponíveis nas redes sociais da FETAC. Se você deseja prestigiar, fique atento, pois será necessário agendamento prévio com a produção.