Pular para o conteúdo
acabou a espera

Rio Branco começará a vacinar jovens de 17 anos nesta quinta-feira

Em reunião nesta manhã, gestores decidiram que os municípios já podem iniciar a vacinação do público adolescente, somente com a aplicação da vacina Pfizer

Em decisão unânime, a Comissão Intergestores Bipartite (Cib), composta por todas as secretarias municipais do Estado do Acre, decidiu, na manhã desta quarta-feira, 4, que os municípios acreanos poderão dar continuidade à aplicação de segundas doses e, dependendo da avaliação de cada município, poderão iniciar a vacinação do público adolescente, somente com a aplicação da vacina Pfizer. Na Capital, a imunização será iniciada, nesta quinta-feira, 5, para os jovens de 17 anos em sete pontos de imunização.

Desde o anúncio do Ministério da Saúde de que incluiria este grupo no Plano Nacional de Imunização contra Covid-19, no último dia 27 de julho, era grande a expectativa deste público para que houvesse a mudança na faixa etária, que já havia atingido a faixa de 18 anos na capital acreana. O público-alvo com idade entre 12 e 17 anos é estimado em pouco mais de 48 mil em Rio Branco.

Durante a reunião, o secretário Municipal de Saúde de Rio Branco, Frank Lima, argumentou que 70% do público-alvo indicado pelo Ministério da Saúde para a capital acreana, com idade acima de 18 anos, já foi imunizado com a primeira dose.

“Nós chegamos à meta de 70% dos riobranquenses maiores de 18 anos vacinados. Então, isso nos dá a vantagem pra que agora possamos incluir o público de adolescentes”, esclareceu Lima.

Antecipação da vacina Pfizer

Com a iminência da variante Delta, que está se tornando predominante no mundo, o Ministério da Saúde autorizou os estados a aplicarem a segunda dose da vacina contra a Covid-19, produzida pela farmacêutica Pfizer, 21 dias após a primeira dose. No entanto, em Rio Branco, a segunda dose deste imunizante será aplicada a partir de amanhã, 5, mas somente para aqueles que tomaram a primeira dose nos meses de maio e junho.

De acordo com o secretário, atualmente a Semsa possui estoque com cerca de 17 mil vacinas, o que não possibilitaria, neste momento, a antecipação da segunda dose para todos aqueles que tomaram a vacina Pfizer, como orientou a coordenação estadual do Programa Nacional de Imunizações (PNI), na última semana, mediante orientação de nota técnica do Ministério da Saúde.

“Não temos como controlar. Neste momento, se abríssemos [a vacinação de segunda dose] para quem tem 21 dias ou mais vacinados, abriríamos precedentes para todos aqueles que estão vacinados. São em torno de 60 mil pessoas em Rio Branco com mais de 21 dias que foram vacinados com a Pfizer. Isso geraria uma supressão na rede e não seria bom, porque geraria um impacto desnecessário”, explicou Frank Lima.

Leia também: Recusa e escolha de vacinas contra a Covid-19 ainda é desafio para avanço da imunização no Acre