Pular para o conteúdo
Cidade do Povo

Curso de biojoias para egressos do sistema prisional começa nesta semana

Artesão Antônio Kleder Bezerra será o instrutor das seis turmas disponíveis

Egressos e monitorados do sistema prisional e socioeducativo de Rio Branco terão a oportunidade fazer curso de produção de biojoias.(Foto: Dhárcules Pinheiro/Sejusp)

Cerca de 72 pessoas são esperadas para o curso de confecção de biojoias lançado nesta semana para os egressos do sistema prisional de Rio Branco, no conjunto habitacional Cidade do Povo. A primeira turma começa nesta segunda-feira, 30, como 12 alunos. Ao todo, serão seis turmas com 20 horas de aula cada.

As matrículas começaram na última quarta-feira,24, após a realização de palestras motivacionais, na Escola de Gastronomia da Cidade do Povo, onde serão realizadas as aulas. O instrutor das oficinas, será o artesão Antônio Kleder Bezerra, que há 20 anos produz biojoias utilizando madeira de aproveitamento combinada com sementes e metais.



O público alvo deste projeto-piloto são egressos moradores do conjunto habitacional Cidade do Povo. Ao todo, o Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) detectou 90 presos monitorados e mais 20 egressos do sistema na região.

“É uma agenda que tem o cunho socializador e que quebra o ciclo vicioso do crime, contribuindo diretamente para a não reincidência das pessoas egressas do sistema. Certamente trará frutos e essa é nossa intenção em fomentar essa política de empreendedorismo, principalmente aos egressos que são pessoas que vivem em sistema de vulnerabilidade”, comenta o presidente do Iapen, Arlenilson Cunha.

Presidente do Iapen acredita que curso deve combater os casos de reincidência ao crime (Foto: José Caminha/Secom)

A capacitação faz parte do projeto “Acre, Estado da Biojoia”, que está dentro do programa “Empreender para Crescer” da Secretaria de Empreendedorismo e Turismo (Seet).

O projeto é da Seet, em parceria com o Sebrae, com a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), com o Instituto de Educação Profissional e Tecnológica Dom Moacyr (Ieptec) e com os Institutos Socioeducativo do Acre (ISE) e de Administração Penitenciária (Iapen).

Veja mais: Egressos dos sistemas prisional e socioeducativo serão capacitados em produção de biojoias

error: Conteúdo protegido!!!