Pular para o conteúdo
Vacina

Segunda dose da Pfizer e Astrazeneca será antecipada para 60 dias em Rio Branco

A partir de segunda-feira, 30, quem já tiver tomado as vacinas dessas duas marcas, há 60 dias, pode procurar as unidades de Saúde do município

A prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco (Semsa), divulgou que a segunda dose das vacinas da Pfizer e da Astrazeneca será antecipada para 60 dias, a partir desta segunda-feira, 30. A informação foi divulgada neste sábado, 28 e confirmada pelo secretário Frank Lima.

O estado adotou a antecipação das vacinas contra Covid-19, mas a decisão de acatar ou não é de cada município. Até então, o secretário Frank Lima havia optado por priorizar a vacinação dos adolescentes, além de alegar que faltava estoque para começar uma antecipação da segunda dose para todos. Desde o início de agosto, entretanto, o estado vêm recebendo vários lotes de vacina, o último foi na quinta-feira,26, em que chegaram 27 mil doses da primeira e segunda dose, o que permitiu realizar a antecipação para antes dos 90 dias.

A antecipação de 45 dias da segunda dose da AstraZeneca foi suspensa na Capital, no início de agosto, por falta de doses.

Acreanos “atrasados”

Apesar da antecipação, o governo registra que cerca de 67.747 mil acreanos ainda não voltaram para tomar a segunda dose vacina contra Covid-19. Deste número, 34.769 pessoas são de Rio Branco e 8.278 da cidade de Cruzeiro do Sul. Os números da Coordenação Estadual de Imunizações do Acre, representam tantos as pessoas que já estão em época ideal da vacina quanto as que estão atrasadas.

Público jovem

Dados do Ministério da Saúde (MS) apontam que, apesar do avanço na imunização no Acre, 16,63% dos jovens com idade entre 12 e 18 anos ainda não receberam a primeira dose ou vacina de dose única contra Covid-19 no Estado, o que corresponde ao número de 96.748 jovens. Além disso, aqueles que não receberam a segunda dose são um total de 161.584, ou seja, 27,78%.

Leia também: Sesacre confirma aplicação de 3ª dose para idosos acima de 70 anos, a partir de 15 de setembro