Pular para o conteúdo
saúde pública

Subnotificações de tentativas de suicídio ainda representam desafio na pandemia

(Foto: Cedida)

Devido a baixa notificação de casos de tentativas de suicídio e violência autoprovocada com ou sem ideação suicida, a Secretaria de Estado de Saúde realiza capacitação em todos os municípios acreanos para qualificar profissionais de saúde e gestores para lidar com a questão.

Desde julho, ações tem sido realizadas em todos os 22 municípios acreanos e, até dezembro, a expectativa é de que a capacitação chegue a todas as cidades. Até o momento, a qualificação ocorreu nas cidades de Rodrigues Alves, Mâncio Lima, Xapuri, Cruzeiro do Sul, Capixaba, Porto Acre e Senador Guiomard.

Capacitação deve chegar a todos os municípios até dezembro de 2021 (Foto: cedida)

O desafio das autoridades se dá porque a subnotificação de casos é algo que preocupa, pois em 2020 houve uma redução de 29% em relação ao ano de 2019, que registrou 834 notificações. Os municípios com maior porcentagem de notificações foram Rio Branco, Brasiléia e Cruzeiro do Sul, com 63,2 %, 7,4% e 6%.

“Estamos unindo esforços para intensificar as notificações que ficaram baixas devido a pandemia. A partir desta capacitação, os profissionais de saúde e gestores, inclusive com estudo de caso, na parte de acolhimento, os profissionais vão ter olhar ‘biônico’, mais sensibilidade para identificar aquele tipo de violência, que envolve principalmente as pessoas mais vulneráveis. Desta forma, eles estarão aptos a acolher, notificar e encaminhar adequadamente, além de refletir na melhoria da qualificação dos dados”, esclarece Carla Diana de Mello, chefe do Núcleo de Vigilância de Violências e Acidentes (NVIVA).

A capacitação é realizada pela Sesacre, por meio de parceria entre o Departamento de Vigilância em Saúde e o Departamento de Atenção Primária em Saúde.