Pular para o conteúdo
nova classificação

Alto Acre e Juruá-Tarauacá-Envira avançam para bandeira verde, enquanto Baixo Acre e Purus continuam na amarela

Na avaliação anterior, todos os municípios se encontravam na bandeira amarela, o que significa nível de atenção

Em nova classificação de risco divulgada nesta sexta-feira, 17, pelo Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19, as regionais do Alto Acre e Juruá-Tarauacá-Envira avançaram para para o Nível de Cuidado (bandeira verde). Na avaliação anterior, todos os municípios acreanos estavam na bandeira amarela, que indica Nível de Atenção, no entanto, devido a redução de casos e, principalmente, mortes pela covid-19, a regional pôde mudar de faixa, enquanto baixo Acre e Purus continuam na bandeira amarela.

Com a nova classificação de risco no Alto Acre (Assis Brasil, Brasiléia, Epitaciolândia e Xapuri) e Juruá (Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Rodrigues Alves), Tarauacá-Envira (Feijó, Jordão, Tarauacá), haverá mudança de regra para o funcionamento dos setores e atividades comerciais e sociais que passam a funcionar com lotação de 80% da capacidade de público. Desta forma, eventos corporativos, acadêmicos, técnicos e científicos, bem como eventos comemorativos e sociais, como casamentos, aniversários e outros tipos de confraternizações realizados em igrejas, cerimoniais, restaurantes e buffets estão autorizados.

Já a regional do Baixo Acre (Acrelândia, Bujari, Plácido de Castro, Porto Acre, Rio Branco e Senador Guiomard) e Purus (Manoel Urbano, Santa Rosa, Sena Madureira) mantém a classificação em Nível de Atenção (bandeira amarela), permanecendo, portanto, todas as medidas já em vigor desde a classificação anterior, como: funcionamento dos setores e atividades comerciais e sociais com lotação de 50% da capacidade de público.

Confira a nota informativa na íntegra:

Considerando que o Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19 é órgão colegiado auxiliar do Estado do Acre nas matérias relacionadas à doença Covid-19, causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2;

Considerando o art. 18, § 2º do decreto nº 6.206, de 22 de junho de 2020, que menciona que os Níveis de Risco são os instrumentos do Pacto Acre Sem Covid que indicam de maneira transparente, objetiva e dinâmica o nível de flexibilização das medidas restritivas impostas pelo Estado em relação ao funcionamento das atividades comerciais e à realização de outras atividades com maior risco de contaminação;

Considerando, também, relatório e análises técnicas do Grupo de Apoio ao Pacto Acre Sem Covid (Gapasc) acerca do cenário epidemiológico e assistencial;

Este Comitê, órgão deliberativo auxiliar do Estado nas matérias relacionadas à Covid-19, vem a público informar, de acordo com os termos do decreto nº 6.206/2021 e o 30º Informe Técnico do Gapasc, disponível no Portal do Pacto Acre Sem Covid
(http://covid19.ac.gov.br/pacto), que:

  •  As Regionais do Alto Acre e Juruá-Tarauacá-Envira avançam em seu cenário epidemiológico e assistencial para o Nível de Cuidado (bandeira verde), acarretando mudança de regra para o funcionamento dos setores e atividades comerciais e sociais que passam a funcionar com lotação de 80% da capacidade de público; devendo, no entanto, ser observado que as restrições para eventos ainda permanecem vigentes, sendo autorizada a realização apenas dos eventos previstos na resolução 18, item 25, denominada “Eventos corporativos, acadêmicos, técnicos e científicos, bem como eventos comemorativos e sociais, tais como casamentos, aniversários e outros tipos de confraternizações realizados em igrejas, cerimoniais, restaurantes e buffets”; permanecendo, portanto, proibidos eventos caracterizados como carnavais, festivais, arraiais fora de época ou qualquer outra festividade não prevista na resolução 18, item 25, responsável por causar grandes aglomerações.
  • A Regional do Baixo Acre e Purus mantém a classificação em Nível de Atenção (bandeira amarela), permanecendo, portanto, todas as medidas já em vigor desde a classificação anterior, como: funcionamento dos setores e atividades comerciais e sociais com lotação de 50% da capacidade de público.

Informamos ainda que todos os esforços estão sendo envidados no enfrentamento à variante Delta do SARS-CoV-2 no Estado do Acre. Sendo assim, permanecem em vigor todas as medidas já implementadas até o momento, adicionalmente às medidas de fortalecimento da capacidade laboratorial para diagnóstico de Covid-19, a fim de intensificar o rastreamento e análise de novos casos para a VOC Delta, bem como reforço das medidas sanitárias, e intensificação das ações integradas de fiscalização.

Por fim, reafirma-se o compromisso e engajamento deste órgão colegiado em fazer cumprir seu papel no enfrentamento ao SARS-CoV-2, na certeza de que todos os esforços empregados reverter-se-ão em conscientização de que as medidas de higiene sanitária e vacinação são as grandes aliadas no combate à pandemia da Covid-19.

Para os dados completados relacionados a última avaliação, acesse o 30º informe técnico

Atenciosamente,

Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19 (Caecovid)
Grupo de Apoio ao Pacto Acre Sem Covid (Gapasc)