Pular para o conteúdo
em acrelândia

Polícia Civil prende estuprador que se disse “seduzido” por criança de 9 anos

O caso ocorreu na zona rural de Acrelância e D. J. A. P. só foi preso após uma denúncia anônima

A Polícia Civil de Acrelândia/AC divulgou nesta segunda-feira, 27, balanço das ações realizadas na última semana com seis pessoas presas por diversos crimes, inclusive de um homem de 41 anos acusado de estuprar uma criança de 9 anos. Em depoimento, ele alegou ter sido “seduzido” pela vítima.

O caso ocorreu na zona rural de Acrelândia e D. J. A. P. só foi preso após uma denúncia anônima, pois, de acordo com a polícia, o acusado é parente da vítima e os crimes eram acobertados por outros familiares.

“A pessoa de 41 anos acabou violentando uma criança de 9 anos, em uma ocorrência deprimente. O cara ainda veio botar a culpa na criança. Uma coisa que eu só acredito porque fui em quem fiz a representaçpão desta ocorrência”, lamenta o delegado responsável pela prisão, Dione Lucas, em vídeo divulgado à imprensa (veja abaixo).

Outras ações

Em outra ação, desta vez em conjunto com Policia Militar de Acrelândia/AC, os agentes de Policia Civil tiraram de circulação mais três pessoas envolvidas com o tráfico de drogas na região e são suspeitas de cometer vários outros crimes, inclusive tentativa de homicídio.

O Delegado Dione Lucas ressaltou a importância da união entre as Polícias para a obtenção de um resultado satisfatório no combate à criminalidade e conclama a população que continue informando às autoridades sobre práticas criminosas que tenham conhecimento, sendo que há vários canais para se obter isto sem necessidade de identificar o denunciante.

Por último, a Polícia Civil e Polícia Militar prendeu em flagrante no Bairro Portelinha, no último fim de semana, mais duas pessoas, V. A. N. e A. L. S por estarem praticando tráfico ilícito de entorpecentes. Um dos presos, já é velho conhecido da polícia e responde inclusive por homicídio e é egresso do Sistema Penitenciário.

Ao todo foram presas seis pessoas que foram conduzidas à Delegacia Geral de Policia Civil do município e em seguida colocadas à disposição da justiça.