Pular para o conteúdo
diário oficial

Acusado de assédio sexual e moral, diretor do Hosmac é exonerado

As denúncias contra Halisson Lima de Oliveira vieram à tona na Câmara Municipal de Rio Branco, no início de agosto deste ano

Foi oficializada na edição desta quinta-feira, 21, do Diário Oficial do Estado (DOE) a exoneração do diretor do Hospital de Saúde mental do Acre (Hosmac), Halisson Lima de Oliveira. Ele é alvo de denúncias de assédio sexual e moral contra servidores.

Com a saída de Halisson, quem assume é a médica psiquiatra Caroline Formiga. A nomeação foi publica também nesta edição do DOE.

As denúncias

As denúncias contra o então diretor foram reveladas na Câmara Municipal de Rio Branco pelo vereador Adailton Cruz, que é também presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Acre ( Sintesac), ainda no começo do mês de agosto. No uso da tribuna, ele relatou que foi procurado pelas funcionárias que se disseram vítimas de assédio moral e sexual e que “estariam ocorrendo até atos sexuais dentro da sala da direção da unidade”. Na ocasião, Cruz disse ser inadmissível a situação e prometeu providências.

Na época das denúncias, a defesa do então diretor alegou que o caso se tratava de uma questão de cunho politico eleitoral. A Secretaria de Estado de Saúde do Acre, por outro lado, instaurou Processo Administrativo Disciplinar que culminou em sua exoneração nesta quinta-feira, 21.

No Ministério Público Estadual, a apuração das denúncias ainda estão em andamento.