Pular para o conteúdo
proposta

Vereador quer o fim da Zona Azul em Rio Branco: “não trouxe benefício nenhum à população”

O sistema foi criado com o objetivo de organizar a ocupação das vagas para estacionamento de veículos existentes nas vias públicas do Centro de Rio Branco

Implantado há sete anos em Rio Branco, o sistema de estacionamento pago e rotativo, Zona Azul, poderá ser extinto se a proposta do vereador Adailton Cruz (PSB) for aprovada na Câmara Municipal. A matéria encontra-se em estudo e pode entrar na pauta de tramitação do Legislativo nos próximos dias.

“De maneira geral, a população não aceitou, não foi de bom grado e não trouxe, de fato, benefícios que superassem o ônus do pagamento de multas e da questão de ter que ainda estar pagando flanelinhas. Continuam os arrombamentos e quem estaciona está sujeito a roubos e ainda corre o risco de ser multado quando as máquinas não funcionam. Então gera diversos transtornos e a opinião pública é desfavorável à manutenção da Zona Azul.”, disse o vereador.



O sistema foi criado com o objetivo de organizar a ocupação das vagas para estacionamento de veículos existentes nas vias públicas do Centro de Rio Branco, ainda na gestão do ex-prefeito Marcus Alexandre. Dentre as regras, há o pagamento de um valor em dinheiro para que o veículo possa ficar estacionado por um determinado limite de tempo aferido pelos parquímetros instalados nas regiões delimitadas para a Zona Azul.

“Foi criada para dar mobilidade, acesso e acomodar veículos, mas trouxe mais transtornos que benefícios. Então nada mais justo que um estacionamento público”. defendeu o vereador.

Segundo ele, encontra-se em andamento por seu gabinete um estudo jurídico para apresentar o projeto de extinção. “Como cidadão acho que seria o mais justo porque não trouxe nenhum benefício de fato principalmente para a população que trabalha no Centro.”, concluiu.

error: Conteúdo protegido!!!